SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 14 DE AGOSTO DE 2022
NA REGIÃO

Saúde faz ação de avaliação de pacientes para agilizar mutirão na região de Rio Preto

O objetivo é acelerar a fila de cirurgias acumulada durante o período da pandemia, quando os leitos foram priorizados para o atendimento da Covid-19

Da Redação
Publicado em 05/08/2022 às 22:42Atualizado em 06/08/2022 às 10:19
O objetivo é acelerar a fila de cirurgias acumulada durante o período da pandemia, quando os leitos foram priorizados para o atendimento da Covid-19 (Freepik/Banco de imagens)

O objetivo é acelerar a fila de cirurgias acumulada durante o período da pandemia, quando os leitos foram priorizados para o atendimento da Covid-19 (Freepik/Banco de imagens)

O governo do Estado de São Paulo vai promover ação neste sábado, 6, para a realização de 7,5 mil consultas de avaliação pré-operatórias para o Mutirão de Cirurgias. Na região de Rio Preto serão 352 pacientes avaliados nos AMEs de Catanduva, Jales, Santa Fé do Sul, Votuporanga e São José do Rio Preto. Esta grande mobilização ocorrerá em todo o Estado, com pacientes agendados pelos municípios.

O objetivo é acelerar a fila de cirurgias acumulada durante o período da pandemia, quando os leitos foram priorizados para o atendimento da Covid-19. A ação ocorrerá em 22 hospitais e 41 AMEs e envolverá mais de mil profissionais de saúde que estarão exclusivamente nestas unidades durante o sábado para a realização destas avaliações.

Conforme o Diário mostrou na edição do dia 27 de julho, as prefeituras da região relataram ao secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, as dificuldades para agendar atendimentos ambulatoriais, já que há as demandas do dia a dia.

Segundo último balanço do Estado, a fila na região de Rio Preto era de 8.570 pacientes para cirurgias eletivas, que incluem procedimentos como catarata, varizes, pedra na vesícula, hérnia de disco e cálculo renal.

O mutirão começou em junho e está pagando o dobro do valor da tabela SUS para as instituições por cada procedimento. Mas o ritmo está lento na região, o que motivou a vinda de Gorinchteyn a Rio Preto para reunião com secretários de saúde no dia 26 de julho. “Não é possível que, pagando o dobro da tabela SUS, a gente não consiga dar agilidade na fila de cirurgias eletivas”, disse na ocasião.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por