SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | TERÇA-FEIRA, 09 DE AGOSTO DE 2022
NOVOS OLHARES

Projeto em Rio Preto leva exames de vista a crianças da Favela Marte

Onze crianças foram diagnosticadas com dificuldade para enxergar

Marco Antonio dos Santos
Publicado em 27/06/2022 às 20:44Atualizado em 27/06/2022 às 21:48
Thayla Ariele Dias Viana, 11 anos, uma das crianças que passaram pela consulta (Johnny Torres 27/6/2022)

Thayla Ariele Dias Viana, 11 anos, uma das crianças que passaram pela consulta (Johnny Torres 27/6/2022)

Onze crianças da Favela Marte, com problemas oftalmológicos, ganharam consultas na manhã desta segunda-feira, 27. A ação filantrópica acontece em parceria entre a rede de franquias Mercadão dos Óculos com o ONG Valquírias World.

Uma das crianças beneficiadas pela ação social será Thayla Ariele Dias Viana, 11 anos, que perdeu os óculos há sete anos. Os pais não tiveram condições financeiras para comprar outro e, desde então, ela tem problemas para enxergar a lousa na escola.

“Acho bacana eles deixarem a gente escolher até a armação dos óculos. Agora vou poder enxergar melhor tudo”, diz a criança, que tinha frequentes dores de cabeça causadas pela dificuldade na visão.

Também na mesma casa, seu irmão, Thallor Arison Dias Viana, 12 anos, vai ganhar um par de óculos para corrigir a dificuldade para ler. “Eu acho que vou ficar até mais bonito”, diz a criança, ao olhar para o espelho enquanto prova a armação do óculos.

As consultas oftalmológicas de segunda-feira, 27, fazem parte do Projeto Olhares do Bem, que primeiro realizou uma triagem de teste de visão no dia 20 de maio deste ano, com 76 crianças na faixa etária 3 a 12 anos.

Cerca de 40 crianças, que tiveram constatada dificuldade na leitura, foram encaminhadas para a consulta oftalmológica, realizada na manhã de segunda, feira, 27.

O empresário Fabrício Ronaldo Vieira, 43 anos, afirma que a franquia desenvolve o projeto há anos na periferia de Rio Preto, com objetivo de ajudar crianças com problemas de visão a terem acesso a armação e óculos, para não atrapalhar na fase do aprendizado escolar.

“Primeiro fazemos teste de acuidade visual, depois vieram para o exame completo com o oftalmologista. Infelizmente, a população está ficando com miopia, principalmente as crianças, pelo uso excessivo de celular”, diz o empresário.

O oftalmologista Luiz Renato Possebon afirma ter encontrado crianças com até sete graus de miopia em um dos olhos. “Das crianças que estão saindo com óculos hoje, astigmatia é o que foi mais diagnosticado. Hoje tivemos uma criança com sete graus de hipermitropia e astigmatia, com apenas seis anos, que ainda não usava óculos. O equipamento vai trazer muito beneficio para ele no desenvolvimento estudantil”, diz o médico.

Os óculos das crianças devem ser entregues em duas semanas. Em 2021, a rede de franquias promoveu a campanha “De Olho no Futuro”, em que uma porcentagem das vendas feitas no dia 9 de julho, o Dia Mundial da Saúde Visual, foi revertida em doação de óculos completos para crianças carentes.

Um dos equipamentos utilizados para o exame na Favela Marte (Johnny Torres 27/6/2022)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por