SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SÁBADO, 16 DE OUTUBRO DE 2021
QUEDA

Média móvel diária de mortes pela Covid cai para um em Rio Preto

Nível é o menor do ano, comparável à novembro do ano passado

Millena Grigoleti
Publicado em 20/09/2021 às 20:17Atualizado em 21/09/2021 às 00:40
 (Imagem de Wilfried Pohnke por Pixabay)

(Imagem de Wilfried Pohnke por Pixabay)

A média móvel de mortes em Rio Preto caiu pela primeira vez neste ano para uma por dia, mesmo nível de novembro do ano passado, antes da chegada da variante Gama, que provocou os piores picos da pandemia na cidade.

Os números apontam para a eficácia da vacinação, que tem feito cair os casos e consequentemente internações e mortes, apesar da chegada da variante Delta e da transmissão comunitária (dentro da cidade) dessa cepa do vírus. Especialistas, no entanto, alertam que as flexibilizações não podem ser deixadas de lado e cuidados como uso de máscara, distanciamento social, evitar aglomerações e higienizar as mãos devem ser mantidos.

A proteção vacinal também só é total, aquela vista nos estudos, quando o esquema vacinal está completo – com uma dose da Janssen ou duas de Coronavac, AstraZeneca e Pfizer. Para os idosos e imunossuprimidos, está sendo indicada uma dose de reforço.

A média móvel é calculada com base nos dados dos últimos sete dias e serve para “medir” a situação epidemiológica de uma localidade. No sábado foi confirmado um óbito pela infecção pelo coronavírus, no domingo não houve nenhuma confirmação e nesta segunda-feira, 20, foram cinco.

Nesses três dias, foram confirmados mais 73 casos de Covid-19. A média móvel de casos teve uma queda de 48 na sexta-feira, 17, para 40 nesta segunda-feira. A média móvel de internações está em dois.

Rio Preto totaliza 96.858 pacientes contaminados desde o início da pandemia e 2.775 mortes em decorrência de complicações da doença. No total, 10.396 pessoas precisaram ser internadas por causa da Covid-19 em algum momento. De acordo com a Saúde, havia nesta segunda-feira, 20, um total de 115 moradores de Rio Preto com síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Desses, 46 estavam com Covid, sendo que 18 estavam em enfermaria e 28 em UTI.

undefined

A vacinação continua em Rio Preto para os mesmos grupos: adolescentes de 12 a 17 anos que precisam da primeira dose, quem precisa receber a segunda dose de qualquer fabricante e também para idosos e pessoas imunossuprimidas que precisam tomar a dose de reforço – para os idosos acima de 80 anos, ela vem depois de seis meses da segunda; para os imunossuprimidos, 28 dias após a segunda.

Atendimento em UBS

A partir desta terça-feira, 21, a Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Lealdade não é mais exclusiva para casos de problemas respiratórios. A unidade ficará fechada na terça e na quarta para limpeza e reorganização e reabre na quinta, 23, com atendimento normal ao público.

A mudança faz parte de cronograma da Secretaria de Saúde para a retomada das atividades normais nas UBSs diante de seis semanas de estabilidade no número de casos e internações.

A próxima a ter mudança é da unidade de internação do Anchieta, que vai funcionar até 28 de setembro como unidade respiratória, terá limpeza e reorganização nos dias 29 e 30, e reabertura como não respiratória no dia 1º de outubro.

Já a unidade do Solo Sagrado reduzirá a partir de 1º de outubro o horário do atendimento noturno, recebendo pacientes até as 22 horas para atendimento até meia-noite. Receberá pacientes com demandas respiratórias até o dia 25 de outubro. Depois, estará fechada nos dias seguintes para reabrir a partir de 3 de novembro como unidade não respiratória.

As demais unidades seguirão terão retomada das atividades normais nas seguintes datas: Rio Preto I e Vila Elvira em 6 de outubro; Cidadania e Gonzaga de Campos em 18 de outubro; Santo Antônio e Jardim Gabriela em 25 de outubro; Central em 3 de novembro.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por