SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 14 DE AGOSTO DE 2022
EM BUSCA DE UM 'EMPURRÃO' DA SORTE

HB de Rio Preto aposta em sorteio de dinheiro para captar R$ 1 milhão por mês

Hospital de Base de Rio Preto lança título de capitalização e espera arrecadar até R$ 1 milhão por mês com sorteios; dinheiro deverá ser investido no setor de oncologia

Joseane Teixeira
Publicado em 04/07/2022 às 21:09Atualizado em 05/07/2022 às 08:28
Jorge Fares, diretorexecutivo da Funfarme, com imagem do Sorte Saúde (Divulgação/Alexandre Souza/Hospital de Base)

Jorge Fares, diretorexecutivo da Funfarme, com imagem do Sorte Saúde (Divulgação/Alexandre Souza/Hospital de Base)

O Hospital de Base lançou nesta segunda-feira, 4, o Sorte Saúde, título de capitalização modalidade filantropia, que vai sortear prêmios em dinheiro a partir do dia 6 de agosto. A iniciativa é uma estratégia adotada pela Fundação Faculdade Regional de Medicina (Funfarme) como fonte de arrecadação de recursos para manutenção do centro de oncologia. A expectativa do diretor-executivo da Funfarme, Jorge Fares, é popularizar o sorteio na região noroeste do Estado, cuja população é estimada em 2,5 milhões de habitantes, e alcançar o lucro de R$ 1 milhão por concurso, até o final do ano.

“O câncer, infelizmente, é a doença do momento, superando a cardiopatia. Atentos a essa tendência de crescimento, queremos garantir estrutura de diagnóstico e tratamento para os pacientes com câncer da nossa região, para que eles não precisem mais se deslocar para hospitais de Barretos e Jaú”, afirma o gestor.

Realizado em parceria com a Brasilcap, empresa do grupo Banco do Brasil, o concurso prevê um sorteio por mês, a ser realizado sempre no primeiro sábado.

Diferentemente do Saúde Cap, título de capitalização do Hospital de Amor, em Barretos, o participante adquire números da sorte, e não cartelas com números sortidos. Cada bilhete custa R$ 10 e dá direito a dois números da sorte de cinco algarismos. O prêmio tem o valor fixo de R$ 150 mil. O ganhador é definido em sorteio da Loteria Federal.

“Planejamos esse título de capitalização durante dois anos. Nesse período, estudamos o melhor modelo a ser implantado e as possibilidades de parceria. Algumas propostas previam pouco repasse e pecavam na transparência, o que não combina com a nossa política de gestão. O Banco do Brasil foi escolhido porque é a instituição mais séria do País”, disse Fares.

Por enquanto, a venda dos títulos é realizada de forma totalmente virtual, por meio do aplicativo Sorte Saúde, disponível nas plataformas Android e IOS, e também no site sortesaude.com.br. O cadastro é simples e exige apenas nome completo, data de nascimento, número do CPF, endereço, telefone de contato e e-mail. Tanto no aplicativo quanto por meio de login no site é possível consultar os números da sorte, bem como se o título foi premiado.

Antes do lançamento oficial, o aplicativo já tinha sido baixado por mais de mil usuários.

No ano passado, o centro de oncologia do Hospital de Base atendeu, em média, 1.145 pacientes por mês. Durante a pandemia, o HB implantou o serviço de teleconsulta. Em 2020, foram realizadas 175 consultas por telefone. No ano passado, 160.

O Serviço de Oncologia do HB conta com 11 médicos oncologistas, dez residentes em oncologia clínica, quatro hematologistas, 15 residentes em hematologia geral e dois radioterapeutas.

Primeira ganhadora

Auxiliar de limpeza Evanilde da Silva Paula, 47 anos, que trabalha no HCM

Como forma de prestigiar os oito mil colaboradores do complexo Funfarme, que integra Hospital de Base, Hospital da Criança e Maternidade, Ambulatório de Especialidades e Lucy Montoro, o primeiro sorteio do Sorte Saúde foi realizado apenas internamente.

Cada funcionário foi presenteado com cinco títulos de capitalização, que deveriam ser habilitados no site. O sorteio de R$ 150 mil foi realizado nesta segunda-feira, 4, e premiou a auxiliar de limpeza Evanilde da Silva Paula, 47, que atua desde abril de 2019 no setor de transplante de medula óssea do HCM. “Quando eu soube do sorteio comecei a sonhar com a minha casa própria. Eu acreditei de verdade que poderia ganhar, mesmo assim foi uma surpresa enorme receber a visita da equipe do hospital”, contou. Ela mora no Residencial Rio Preto 2 e tem dois filhos.

Fares comemorou o resultado do sorteio. “Contemplou alguém que realmente precisava. Temos certeza que o prêmio vai fazer diferença na vida dela. Torço para que o Sorte Saúde continue representando a mudança de vida para todos aqueles que contribuírem com o Hospital de Base”. (JT)

Sorte Saúde

O que é?

É um título de capitalização, da modalidade de filantropia premiável. Com um pagamento único de R$ 10,00, o comprador concorre ao prêmio bruto de R$ 150 mil e ajuda o Hospital de Base

Como comprar?

É preciso baixar o aplicativo Sorte Saúde ou criar um login pelo site https://sortesaude.com.br/

Depois é necessário fazer um cadastro e selecionar quantos títulos deseja comprar

Após isso, basta incluir os dados de pagamento e finalizar a compra

O próximo sorteio está marcado para 6 de agosto

Como vejo o título que comprei?

Inclua o CPF e a senha para fazer o login. Ao entrar, clique no menu “Meu Sorte Saúde”, selecione o título “Sorte Saúde” que você deseja consultar e clique no link “Veja a sua documentação”

Como é realizado o sorteio?

O sorteio é realizado com base na extração da Loteria Federal do Brasil.

Quando o número da sorte, número que o título concorre ao sorteio, coincidir com o número sorteado de um sorteio, o título é contemplado. Cada título possui dois números da sorte, constituído de cinco algarismos.

Como saber que fui sorteado?

Se o seu título Sorte Saúde for contemplado, aparecerá a mensagem de parabéns no resumo do seu título. Você também receberá um e-mail avisando que foi sorteado

Como o Sorte Saúde ajuda o HB?

Os recursos obtidos por meio da cessão do direito de resgate do Sorte Saúde são repassados ao Hospital de Base de Rio Preto e utilizados de acordo com o objeto social da instituição.

Assim, ao comprar o seu Sorte Saúde você ajuda os pacientes do Hospital de Base

Contas respirando

Lançado em outubro de 2019, o Saúde Cap, título de capitalização do Hospital de Amor de Barretos, se popularizou em todo o interior do estado de São Paulo. Com sorteios semanais em dinheiro, veículos e até casas, hoje arrecada entre R$ 2,5 milhões e R$ 3 milhões por mês para a entidade filantrópica, que não consegue manter o serviço de oncologia, que é referência em todo o Brasil, apenas com repasses do SUS. Além do sorteio das cartelas, cujo valor varia de R$ 10 a R$ 25 a depender da premiação, o hospital administrado pela Fundação Pio XII sobrevive por meio de eventos beneficentes.

Desde a fundação, o Hospital de Amor já realizou mais de um milhão de atendimentos oncológicos e 250 mil quimioterapias totalmente gratuitas. A entidade está presente em 13 estados brasileiros e, por meio de unidades móveis, oferece exames de mamografia e consultas com especialistas à população carente. (JT)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por