SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | TERÇA-FEIRA, 09 DE AGOSTO DE 2022
REVELADO

Busto do jornalista Leonardo Gomes será reinaugurado no Terminal Urbano, em Rio Preto

Restaurado e agora com novo endereço – o piso superior do Terminal Urbano de Rio Preto –, o busto do jornalista Leonardo Gomes será entregue nesta quarta-feira, 6

Marival Correa
Publicado em 05/07/2022 às 21:51Atualizado em 06/07/2022 às 08:28
Empresário Fernando Costantini Gomes, neto do jornalista Leonardo Gomes, ao lado do busto no piso superior do terminal (Guilherme Baffi 5/7/2022)

Empresário Fernando Costantini Gomes, neto do jornalista Leonardo Gomes, ao lado do busto no piso superior do terminal (Guilherme Baffi 5/7/2022)

Às 10 horas desta quarta-feira, 6, quando autoridades descerrarem a placa do busto do jornalista Leonardo Gomes, agora instalado no piso superior do Terminal Urbano de Rio Preto, os dois lados de uma ponte – passado e presente – terão finalmente se encontrado. Ou se reencontrado. O vulto do profissional de imprensa “retorna” oficialmente ao seu lar, ao qual ele nomeia, agora em um novo endereço – ao invés do chão da praça onde permaneceu por quatro décadas, a parte de cima da estrutura construída pela Prefeitura para abrigar o novo ponto central do transporte coletivo rio-pretense.

Um reencontro também com a própria história em local tão simbólico para a cidade, que abriga ainda o Centro Cultural Daud Jorge Simão, com a Biblioteca Municipal na sua parte térrea. Isso porque a confusão entre o popular e o oficial faz com que equivocadamente todo aquele lugar seja chamado de Praça Cívica.

Na verdade, toda a área delimitada entre as ruas Bernardino de Campos e General Glicério (parte frontal da sede-centro do clube Palestra), avenida Philadelpho Manoel Gouveia Neto e rua João Mesquita tem um nome oficial apenas: Praça Jornalista Leonardo Gomes.

O “cívica” em seu nome informal é ligado ao fato de que o espaço foi, originalmente, projetado para receber cerimônias como o 7 de Setembro e o 19 de Março (aniversário de Rio Preto) e foi assim consagrada popularmente, até que, em 1977, com o falecimento de Leonardo Gomes, ganhou oficialmente o nome do jornalista de origem espanhola, que dirigiu os impressos históricos A Notícia e Diário da Araraquarense, além da Escola Técnica Dom Pedro II (depois Faculdade Dom Pedro II).

A inauguração formal da praça, com o nome de Leonado, ocorreu no dia 21 de novembro de 1980, e fazia parte de um projeto ambicioso do poder público municipal que não vingou – previa-se abrigar ali, além do Centro Cultural, as sedes das representações dos três poderes (Prefeitura, Câmara e o Fórum) e até uma torre comercial.

Familiares resgataram e restauraram a peça

Do projeto que previa Executivo, Legislativo e Judiciário se avizinhando ali naquele quadrilátero, nada prosperou. E Leonardo foi testemunhando, com o passar do tempo, a lenta e progressiva degradação do lugar e seu entorno, que no passado era ponto de encontro de famílias para momentos de lazer e até de recém-casados que ali iam tirar fotos após o enlace.

Assim como o fim dos tempos de trem de passageiro, na estação bem próximo dali, a praça foi perdendo seu brilho e sofrendo com os efeitos de um esquecimento coletivo. Até que finalmente a Prefeitura decidiu emplacar bem ali o projeto do terminal urbano, que ganhou o nome do ex-prefeito Manoel Antunes e que entrou em operação em novembro de 2019. Saíram árvores e tucanos, entraram os ônibus, o concreto e uma proposta de jardim suspenso na parte superior da estrutura, onde agora o busto está assentado.

Um projeto que deixou um rastro de controvérsia, pois comprimiu o Centro Cultural, hoje quase ilhado pela fumaça e o tráfego intenso em suas cercanias. E Leonardo Gomes foi dali resgatado pelos seus familiares, que decidiram não esperar para proteger-lhe e dar-lhe um destino digno. Foi restaurado, seu bronze polido e ganhou um novo pedestal de granito.

O Diário contou com exclusividade a história desse “resgaste”, no “Crônicas do Marival” da edição de 31 de janeiro do ano passado. Dois netos do jornalista foram localizados e falaram da emoção que foi poder recuperar o busto e vê-lo, agora, de volta para seu local de origem.

“Finalmente, agora, o busto do meu avô será formalmente reinaugurado. É um momento pelo qual nós esperávamos com muita ansiedade”, disse o empresário Fernando Costantini Gomes. Um retorno que, espera-se, possa permitir a Leonardo Gomes testemunhar novos e melhores tempos para aquela região. (MC)

Reprodução da página em que o jornalista Marival Correa antecipou a mudança de andar (Reprodução)

Leonardo Gomes (sentado) com a família ao seu redor (Álbum de família)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por