SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 05 DE DEZEMBRO DE 2021
CARNAVAL E PANDEMIA

Cidades da região de Rio Preto decidem cancelar o carnaval 2022; veja lista

Receio de uma nova onda de contaminações pela Covid-19 faz cidades da região de Rio Preto recuarem da decisão de realizar o Carnaval em 2022; alguns municípios avaliam exigir comprovante de vacinação

Rone Carvalho
Publicado em 22/11/2021 às 20:34Atualizado em 23/11/2021 às 08:56
Carnaval de Potirendaba antes da pandemia

Carnaval de Potirendaba antes da pandemia

Cidades da região de Rio Preto decidiram recuar da decisão de realizar o carnaval em 2022. Outras ainda não resolveram, mas cogitam realizar as festas em locais que possam exigir o comprovante de vacinação na entrada. O motivo é a pandemia do coronavírus e o receio de uma nova onda de contaminações pela doença.

Em Potirendaba, a prefeita, Gislaine Montanari Franzotti, decidiu junto ao Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus cancelar a festa que é uma das mais tradicionais da região e que na última edição chegou a reunir mais de 15 mil pessoas.

“A Prefeitura de Potirendaba informa que, de uma maneira geral, acredita que ainda não é viável a realização de um evento deste porte, principalmente diante da situação financeira do município,” disse em nota, afirmando que as prioridades agora são saúde e educação.

Catanduva, Fernandópolis, Urupês e Uchoa também decidiram que não vão realizar a festa no ano que vem. Já Mirassol, Olímpia, Jales e Pereira Barreto disseram ao Diário que devem se reunir nas próximas semanas para tomar a decisão.

Já em Ibirá, foram realizadas reuniões entre o prefeito, Edvard Colombo, o provedor da Santa Casa local, José Ernesto Tavares, e membros da comissão organizadora do evento nesta segunda-feira, dia 22. Eles avaliam adiar o evento.

Pela manhã, o prefeito se reuniu com membros da Santa Casa que pediram pelo adiamento da tradicional festa. A informação chegou a ser divulgada nas redes sociais da Santa Casa de Ibirá e pegou foliões e até os organizadores do evento de surpresa – já que diversas atrações da festa foram divulgadas.

“Eu, José Ernesto Tavares, e todos os colaboradores, gostaríamos de parabenizar o nosso prefeito, Edvard Colombo, pela decisão cautelosa do adiamento do Carnaval 2022 em nossa cidade. Isso mostra sua preocupação, cuidado e responsabilidade com todos os munícipes ibiraenses”, escreveu nas redes sociais o provedor da Santa Casa de Ibirá.

Entretanto, na tarde desta segunda-feira, prefeito e comissão organizadora postegaram o anúncio do adiamento ou não do carnaval. Ao Diário, a prefeitura de Ibirá confirmou que avalia adiar a festa pelo risco de contaminação, mas que a decisão será divulgada nos próximos dias.

Na cidade, a prefeitura é responsável por alugar o espaço público da cidade para a organização. Atrações como Os Barões da Pisadinha, Bonde do Tigrão e João Bosco e Vinícius já estavam confirmados na festa, prevista para acontecer entre 25 de fevereiro a 1° de março de 2022.

Carnaval confirmado

Em contrapartida, Rio Preto, Votuporanga e Santa Fé do Sul confirmaram que pretendem realizar a festa, mas pretendem reavaliar a situação de acordo com as condições sanitárias relacionadas à Covid-19. “A Secretaria de Desenvolvimento Econômico reitera que a realização do Carnaval depende das condições sanitárias relacionadas a Covid-19. As mesmas continuam sendo avaliadas junto à Secretaria de Saúde”, informou a nota da Prefeitura de Rio Preto.

Já Votuporanga, que abriga um dos maiores carnavais, também confirmou a realização do Oba Festival. O município disse que a festa deve exigir comprovante de vacinação, como prevê decreto estadual. “Eventos de grande porte já estão autorizados ao limite de ocupação de até 100% dos estabelecimentos desde que adotem algumas medidas, entre elas, a apresentação da comprovação de esquema vacinal completo (duas doses ou dose única) ou teste negativo para Covid-19”, disse em nota a prefeitura.

Em Tabapuã, a prefeitura informou que ainda está avaliando a possibilidade de realizar a festa em um local que possa exigir o comprovante de vacinação, mas que a decisão segue em estudo.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por