SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 19 DE MAIO DE 2022
ROUBO A JOALHERIA

Suspeitos de envolvimento em assalto a shopping de Rio Preto têm sigilo telefônico quebrado

Eles são moradores da Vila Campo Grande, em São Paulo. Além da dupla, uma mulher foi detida em São Paulo

Joseane Teixeira
Publicado em 17/01/2022 às 23:23Atualizado em 18/01/2022 às 15:07
Dois assaltantes ao entrarem na loja, um deles empurrando o comparsa em uma cadeira de rodas (Reprodução)

Dois assaltantes ao entrarem na loja, um deles empurrando o comparsa em uma cadeira de rodas (Reprodução)

A Justiça autorizou a quebra do sigilo telefônico e o cumprimento de três mandados de busca e apreensão em endereços declarados pelos dois homens presos na madrugada de sábado, 15, em Americana, suspeitos de envolvimento no assalto à joalheria Costantini, dentro do shopping Iguatemi, em Rio Preto, na noite de sexta, 14. Eles são moradores da Vila Campo Grande, em São Paulo. Além da dupla, uma mulher foi detida em São Paulo.

O procedimento foi autorizado no domingo, 16, pelo juiz plantonista Tiago Octaviani, de Rio Preto. O Fórum de São Paulo já tomou ciência da decisão e determinou o cumprimento.

Um dos presos é auxiliar de serviços gerais e registra processo por drogas para consumo pessoal. O outro se declara motoboy e já respondeu por receptação de celular furtado. Ambos têm 23 anos e são vizinhos.

Eles foram abordados por policiais militares do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) na rodovia Anhanguera. A dupla estava em um Gol que transitava no sentido interior-Capital. Havia queixa de estelionato contra o Gol por pertencer à uma locadora de veículos.

Por meio de câmeras de monitoramento, foi apurado que a quadrilha fugiu do shopping em dois veículos, um Volvo e um Creta. Os carros foram abandonados em área rural próxima ao centro de compras minutos após a fuga.

As investigações prosseguem a fim de identificar outros integrantes da quadrilha. A polícia acredita na participação de dez pessoas.

No roubo, dois funcionários da joalheria foram feitos reféns. Criminosos encheram malas com joias e relógios e fugiram levando uma vendedora como escudo humano. No trajeto para a saída, roubaram ainda três revólveres de dois seguranças.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por