SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SÁBADO, 22 DE JANEIRO DE 2022
SUSPEITO

Polícia apreende facão e arma usados para ameaçar prefeito de Bady Bassitt

Morador da cidade está sendo investigado por fazer ameaças de morte contra o político; mandado de busca e apreensão foi cumprido na casa dele

Núcelo Digital
Publicado em 01/12/2021 às 14:51Atualizado em 01/12/2021 às 16:33
Polícia Civil foi até a residência do suspeito e apreendeu armas e munições (Reprodução/Polícia Civil)

Polícia Civil foi até a residência do suspeito e apreendeu armas e munições (Reprodução/Polícia Civil)

Um homem de 51 anos vai responder por porte ilegal de arma de fogo e por ameaçar de morte o prefeito de Bady Bassitt, Luiz Antonio Tobardini. A Polícia Civil do município cumpriu na manhã desta quarta-feira, 1º, um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito e apreendeu um facão, revólver e munições.

Segundo as investigações, os policiais encontraram oito munições intactas e um revólver calibre 38, que estava sem a documentação válida como prevê o Sistema Nacional de Armas. Pelo fato de o armamento ter o registro, mas estar com o prazo de validade expirado, o delegado decidiu que o suspeito pode responder o processo em liberdade.

O delegado Jhonatam Marcondes Stopa vai ouvir o suspeito para entender o motivo das ameaças. "Há alguns dias ele começou a procurar o Tobardini e passou a dizer para terceiros que iria matá-lo. Chegou até a ir à Prefeitura, mas o Tobardini não estava. A secretária permitiu que ele olhasse o gabinete. Ele mostrou uma faca que estava escondida na bota e o que parecia ser um revólver na cintura", disse o delegado.

Por questões de segurança e pela conduta do morador, o delegado solicitou o mandado de busca. "Ainda que ele estivesse com a arma legalmente, não poderia estar com ela na rua. Ele vai responder ao inquérito até para entendermos porque estava indo atrás do Tobardini. Essas questões ainda não foram esclarecidas", conta o delegado.

Segundo o boletim de ocorrência, o prefeito disse à polícia que o suspeito está há seis anos tentanto abrir uma empresa em Bady Bassitt e pediu um terreno no Distrito Industrial do município, que ainda não está autorizado pela Prefeitura. Por causa disso, o suspeito alega que deixou de abrir sua empresa na cidade vizinha de Nova Aliança, esperando pelo espaço que ainda não foi cedido em Bady. O prefeito disse à polícia que já recebeu mais de 30 ligações do morador.

A polícia orientou o gestor a colocar travas nas portas de entrada do prédio da Prefeitura e que pessoas sem vínculo com administração não fiquem em determinados setores, já que morador teria entrado pelos fundos da imóvel.

Procurado pela reportagem, o prefeito Luiz Tobardini, do PSDB, não atendeu as ligações feitas em seu celular.

(Colaborou: Guilherme Ramos)

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por