SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 06 DE JULHO DE 2022
MEIO AMBIENTE

ONU lança plano para turbinar uso de energias renováveis

“Nós precisamos acabar com a poluição por combustíveis fósseis e acelerar a transição para a energia renovável antes que incineremos nossa própria casa", afirmou António Guterres, secretário-geral da ONU

Agência Estado
Publicado em 18/05/2022 às 20:48Atualizado em 19/05/2022 às 09:00
O mais recente alerta ocorre após a Organização Meteorológica Mundial emitir seu Relatório do Estado do Clima 2021, segundo o qual os últimos sete anos foram os sete mais quentes já registrados (Mara Sousa 18/8/2015)

O mais recente alerta ocorre após a Organização Meteorológica Mundial emitir seu Relatório do Estado do Clima 2021, segundo o qual os últimos sete anos foram os sete mais quentes já registrados (Mara Sousa 18/8/2015)

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, lançou nesta quarta-feira um plano de cinco pontos para disseminar mais o uso de energias renováveis, com a intenção de reviver a atenção global sobre as mudanças climáticas, no momento em que as concentrações de gases estufa, o aquecimento dos oceanos, a elevação do nível dos mares e a acidificação dos oceanos atingiu níveis recordes no último ano. “Nós precisamos acabar com a poluição por combustíveis fósseis e acelerar a transição para a energia renovável antes que incineremos nossa própria casa", afirmou ele. "O tempo está acabando.”

O mais recente alerta ocorre após a Organização Meteorológica Mundial emitir seu Relatório do Estado do Clima 2021, segundo o qual os últimos sete anos foram os sete mais quentes já registrados. Os impactos do clima extremo têm levado a mortes e a perdas com doenças, imigração e prejuízos econômicos na casa das centenas de bilhões de dólares, segundo a entidade.

Guterres disse que é preciso fomentar a transferência de tecnologia e retirar proteções de propriedade intelectual em tecnologias renováveis, como na estocagem de baterias.

Além disso, o secretário-geral quer expandir o acesso a cadeias de produção e a matérias-primas que possam ser usadas em tecnologias renováveis, atualmente concentradas em poucos países poderosos.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por