SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | TERÇA-FEIRA, 09 DE AGOSTO DE 2022
CRUELDADE

Morrem dois macacos resgatados com sinais de intoxicação e violência em Rio Preto

Outros dois macacos-prego permanecem no Zoológico Municipal

Núcleo Digital
Publicado em 04/08/2022 às 10:07Atualizado em 04/08/2022 às 15:01
Um dos macacos-prego está sendo levado para ser operado ainda nesta quinta-feira, 4, no Hospital Veterinário da Unirp (Marco Antonio dos Santos)

Um dos macacos-prego está sendo levado para ser operado ainda nesta quinta-feira, 4, no Hospital Veterinário da Unirp (Marco Antonio dos Santos)

Dois saguis encontrados desorientados e com sinais de intoxicação no Parque Ecológico de Rio Preto morreram nesta quinta-feira, 4. Eles tinham sido resgatados na quarta, 3.

Segundo o gestor do Zoológico Municipal, Guilherme Guerra, a suspeita da morte desses dois macacos é intoxicação. "Agora vamos fazer um exame de necrópsia do animal e a coleta de amostras para exames".

Os macacos-prego, identificadas como duas fêmeas, uma delas que sofreu trauma, será operada na tarde desta quinta, já a outra está em uma situação estável, ainda frágil e ficará em tratamento por mais alguns dias no Zoológico.

Na manhã desta quinta, o Corpo de Bombeiros resgatou mais um macaco sagui no Parque Ecológico, também com suspeita de intoxicação.

Ainda nesta quinta, um macaco-prego foi encontrado com sinais de intoxicação na Mata dos Macacos. Ele foi levado ao Zoológico Municipal.

Um filhote foi encontrado morto também na Mata dos Macacos. O animal vai passar por exames para investigar as causas da morte.

Sagui resgatado nesta quinta, 4 (Marco Antonio dos Santos)

Há suspeita de crueldade conta os macacos após a divulgação de dois casos confirmados com a varíola dos macacos em Rio Preto e também tráfico de animais.

Para coibir os ataques, a Polícia Ambiental de Rio Preto promete intensificar a fiscalização nas regiões de mata.

Atualmente, a legislação ambiental prevê de multa e até prisão para quem ataca animais.

Essa não é a primeira vez, que macacos são atacados por conta de desinformação em Rio Preto. Em 2018, falsas informações sobre a febre amarela levaram diversos macacos a serem mortos na cidade.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por