SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | TERÇA-FEIRA, 18 DE JANEIRO DE 2022
HOMICÍDIO

Jovem de 28 anos é assassinada em Rio Preto

Crime aconteceu no início da tarde desta quarta-feira, dia 12, na Vila Anchieta, em Rio Preto

Rone Carvalho
Publicado em 12/08/2020 às 13:34Atualizado em 06/06/2021 às 22:13
Andressa Serantoni, 28 anos, era personal trainer em Rio Preto (Reprodução/Instagram)

Andressa Serantoni, 28 anos, era personal trainer em Rio Preto (Reprodução/Instagram)

A personal trainer Andressa Serantoni, de 28 anos, foi assassinada a facadas no início da tarde desta quarta-feira, dia 12, na Vila Anchieta, em Rio Preto. Um casal suspeito de ter cometido o crime foi preso e levado para a Central de Flagrantes para prestar depoimento. A Polícia Civil investiga a motivação do crime. Um dos suspeitos responde por tentativa homicídio cometida em 2015.

Segundo informações da Polícia Militar, Andressa chegou de moto na casa para alimentar os cães da mãe dela, quando percebeu que estava sendo filmada pela vizinha por meio de um celular. Quando a personal foi perguntar porque da gravação, a mulher já teria ido de forma agressiva para cima da vítima, para reclamar dos latidos dos cães.

Na sequência, o marido da vizinha saiu de casa armado de uma faca de cozinha e passou a esfaquear a personal.

Uma testemunha do crime, foi o vizinho da mãe da personal, Lucas Telles Ferreira, afirma que até tentou salvar Andressa, mas já era tarde demais.

"Eu estava em casa e ouvi os gritos. Fui para fora e vi a Andressa sendo esfaqueada e fui correndo. O homem até tentou me golpear com a faca, mas desviei. Depois, eles correram e fugiram para dentro da casa deles. E deixaram ela com muitos ferimentos a região do pescoço", comenta o vizinho.

Os policiais faziam patrulhamento pelo bairro quando uma testemunha avisou que Andressa havia sido esfaqueada. Eles foram até o local e encontraram o casal suspeito do crime em uma casa. Os dois foram presos em flagrante pelo Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep). 

A PM apreendeu a faca que teria sido usada no crime. O casal alegou que o homicídio aconteceu após uma briga, mas não explicou o que houve. 

O delegado de plantão na Central de Flagrantes, João Otávio Spaca de Souza, vai autuar o casal em flagrante pelo crime de homicídio qualificado.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por