SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 19 DE MAIO DE 2022
AV. ROMEU STRAZZI

Homem morre após ser esfaqueado por colega de trabalho em Rio Preto

Pedreiro foi encontrado morto na sala do apartamento com pelo menos duas perfurações na lateral esquerda e ao menos uma na região de trás do pescoço

Núcleo Digital
Publicado em 23/01/2022 às 10:18Atualizado em 23/01/2022 às 14:24

Um pedreiro de 41 anos foi morto esfaqueado por um colega de trabalho. O caso aconteceu na tarde do último sábado, 22, em um apartamento que serve como alojamento de funcionários de uma empresa terceirizada que presta serviços para construtoras de Rio Preto.

O imóvel fica na avenida Romeu Strazzi, no Jardim Novo Mundo, em Rio Preto. Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Civil, Antônio Francisco de Souza Silva, que é natural do Piauí, foi encontrado caído por outros dois moradores do apartamento, que haviam deixado o local devido à briga entre a vítima e o suspeito, um pedreiro que não teve a idade revelada. 

Eles contaram à PM que enquanto aguardavam o fim da discussão em um ponto de ônibus próximo à moradia, foram supreendidos pelo autor dos fatos, que passou por eles, ensanguentado, afirmando ter matado a vítima. Diante disso, a dupla acionou a polícia, que compareceu ao local e constatou que o pedreiro apresentava pelo menos duas perfurações na lateral esquerda e ao menos uma na região de trás do pescoço.

Os policiais também relataram que ao lado do corpo, foi encontrada uma faca com sangue. O utensílio foi apreendido pela Polícia Civil para investigação. Já o suspeito do crime foi encontrado pela Polícia Militar caído na avenida Boulevard Zaia Tarraf, em frente à Havan. De acordo com o registro policial, ele confessou aos policiais militares que matou o parceiro devido a uma discussão. No entanto, ele não informou o motivo da briga. Ele também informou que foi ferido pela vítima, mas não conseguiu dizer com qual objeto.

Ainda segundo o BO, o homem foi socorrido e encaminhado, sob escolta policial, ao Hospital de Base, com traumatismo craniano na nuca. O caso foi registrado como homicídio simples e após receber alta, ele será preso sem direito à fiança, permanecendo à disposição da Justiça.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por