SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SÁBADO, 16 DE OUTUBRO DE 2021
EDUCAÇÃO

Aulas presenciais na rede municipal voltam nesta segunda-feira em Rio Preto

Expectativa do município é pelo retorno de 80% dos alunos matriculados

Marco Antonio dos Santos
Publicado em 18/09/2021 às 22:04Atualizado em 18/09/2021 às 22:04
Protocolo de retorno às aulas para alunos e professores: máscara, álcool em gel e distanciamento (Prefeitura de Rio Preto/Divulgação)

Protocolo de retorno às aulas para alunos e professores: máscara, álcool em gel e distanciamento (Prefeitura de Rio Preto/Divulgação)

O celular da microempreendedora Leila Cristina da Silva Rodrigues, 36 anos, já está programado para tocar às 11h desta segunda-feira, 20. Hora marcada para preparar os três filhos, os gêmeos Thalles e Davi, de 8 anos e o mais velho Daniel, de 12 anos, para a volta às aulas presenciais na rede municipal de Rio Preto.

Os meninos vão voltar a pisar os pés nas sala de aula, 17 meses após a pandemia do coronavírus. Durante estes 510 dias, a padeira Leila teve que acumular as funções de professora e inspetora dos filhos durante as aulas feitas pela internet. "Sinceramente, não foi fácil. Muitas vezes meus filhos não queriam assistir às aulas, fazer as tarefas. Eles ficaram entediados com todo este tempo longe dos colegas da escola”, diz a moradora da Estância São Carlos, zona norte.

No caso de Juliana Oliveira da Silva, 33 anos, a reabertura da creche vai dar folga aos parentes que ficaram como responsáveis pelos cuidados com o filho, João Lucas, 1 ano e seis meses, enquanto ela ia para o emprego. "Para as mães que trabalham fora, a creche é fundamental porque é um lugar em que podemos deixar tranquilas os filhos”, diz.

As aulas presenciais serão retomadas na rede municipal com autorização para ocupação total, com funcionários treinados e todas as medidas adotadas para evitar o risco de contaminação dos alunos, garante a secretária municipal de Educação, Fabiana Zanchetta. "Nós vamos retomar as atividades presenciais seguindo o Plano São Paulo, com distanciamento de um metro entre os alunos, podendo atender até 100% dos estudantes em sala de aula. Tudo isso para garantir a segurança de nossas crianças”.

Pelo levantamento da Secretaria Municipal de Educação, a expectativa é de retorno de 80% dos alunos matriculados. Os pais têm o direito de não enviar os filhos, mas são obrigados a assinar um termo por escrito, onde se responsabilizam por fazer com que eles cumpram as tarefas virtuais.

Daniel e os gêmeos Thalles e Davi estão na expectativa pelo retorno (Arquivo pessoal)
 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por