SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 18 DE MAIO DE 2022
ESTELIONATO

Aposentada cai em golpe ao comprar chinelos em Rio Preto

Golpista apareceu na porta da residência da mulher oferecendo o calçado por R$ 30 cada e usou o cartão de crédito da vítima para debitar outros valores, totalizando R$ 6.549,57

Núcleo Digital
Publicado em 18/01/2022 às 09:00Atualizado em 18/01/2022 às 18:12

Uma aposentada de 64 anos foi vítima de estelionato após comprar dois pares de chinelos de um vendedor ambulante na porta de casa, no bairro Solo Sagrado, região Norte de Rio Preto, na manhã de segunda-feira, 17.

Segundo informações do boletim de ocorrência, um homem bateu palmas na porta da residência da vítima e ofereceu os calçados por R$ 30. A idosa se interessou por dois pares e entregou o cartão de crédito para o golpista. O total da compra seria de R$ 60.

O suspeito passou o cartão da vítima por duas vezes. Pouco depois, a idosa recebeu, pelo celular, um comunicado da central de segurança da operadora do cartão devido a duas movimentações aparentemente suspeitas e que estavam pendentes de confirmação: uma no valor de R$ 4.428,78 e outra de R$ 2.120,79, totalizando R$ 6.549,57.

A reportagem do Diário conversou com a vítima, que pediu para não ser identificada. Ela disse que eram dois homens em um carro Renault Logan branco. "Eu comprei os dois pares de calçados, digitei a senha, só que apareceu outro valor. Meu filho me levou na delegacia e fez o boletim, ligou no banco e ficaram de me dar uma resposta. Até agora não ligaram ainda", disse a idosa.

Outra moradora gravou um vídeo que mostra o momento em que um dos suspeitos de camisa azul e boné desce do veículo carregando uma uma bolsa. Em seguida, ele deixa o carro estacionado e segue a pé pela rua. Há indícios que os dois homens estejam aplicando golpes em outros bairros da zona norte.

Em uma gravação que circula em grupos de WhatsApp de Rio Preto, uma mulher relata a situação vivida pela vizinha, que teria perdido R$ 4,8 mil ao comprar os pares de chinelos. Segundo o depoimento, ela queria fazer o pagamento em dinheiro, mas o golpista disse que não gosta de carregar valores em espécie por medo de ser roubado. Diante disso, ela passou cartão na modalidade "débito" na máquina que o suspeito estava carregando e só depois percebeu o prejuízo.

Depois de ter percebido que tinha caído em um golpe, a aposentada moradora do Solo Sagrado registrou a denúncia e o caso deve ser apurado pelo 3º Distrito Policial.

PM orienta cuidado

Em nota, a Polícia Militar orientou que a população confira sempre o valor que aparece no visor da máquina de cartão e também no comprovante ao realizar compras em estabelecimentos comerciais, com ambulantes, entregadores de alimentos etc. "A polícia militar está efetuando patrulhamento com vistas a esses indivíduos", concluiu.

(Colaborou: Guilherme Ramos)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por