X

Diário da Região

03/06/2015 - 09h45min

Saúde bucal

Tratamento para aftas

Saúde bucal

NULL Pomadas analgésicas, bochechos com medicamentos antiinflamatórios e corticóides tópicos são algumas formas para tratar as lesões. Diagnóstico é feito com exame clínico
Pomadas analgésicas, bochechos com medicamentos antiinflamatórios e corticóides tópicos são algumas formas para tratar as lesões. Diagnóstico é feito com exame clínico

De uma hora para outro, um pontinho começa a dor na sua boca, bochecha ou gengivas. É afta. Nesta hora, é preciso paciência para aguentar alguns dias de incômodo. E o mais complicado é descobrir como se tratar. Tem muita avó e tia que afirma que o bochecho com bicarbonato de sódio, o chá de camomila e limão ou sálvia acabam com as lesões.

No entanto, não existem receitas caseiras milagrosas. O que os especialistas dizem é que o própolis, por exemplo, tem efeito cicatrizante, e o bicarbonato de sódio, reduz a acidez da boca. Queimar ou colocar cinzas é totalmente proibido e pode piorar o quadro.

Normalmente, o ciclo de duração das aftas é de dez dias, mas, em pessoas com baixa imunidade, este tempo pode se prorrogar. “O problema que pode durar até três semanas e atinge cerca de 20% da população”, afirma especialista em saúde bucal e Estomatologia, Sérgio Kignel. As causas podem ser hormonais, ácidas, bacterianas, hereditárias, entre outros. E as aftas não são causadas pelos vírus herpes.

Para evitar o aparecimento é importante evitar a acidez, que ataca a mucosa, assim como consumir uma dieta balanceada. Comuns em qualquer idade, as úlceras normalmente medem até um centímetro de diâmetro e, eventualmente, podem aparecer gânglios no pescoço, cansaço e até febre. Não existe um exame específico para diagnosticar as aftas. É possível identificá-las com o exame clínico. Às vezes, uma biópsia da lesão pode ser necessária, se houver suspeitas de outras doenças.

O tratamento, segundo Kignel, é feito com a administração de pomadas analgésicas específicas para uso oral, bochechos com medicamentos antiinflamatórios e corticóides tópicos durante alguns dias.

“Em casos extremos, é possível ministrar aplicações de laser que potencializam a cicatrização e aliviam a dor por sua ação analgésica. De qualquer forma, é importante lembrar que as aftas são lesões recorrentes, ou seja, são capazes de retornar periodicamente”, afirma Kignel.

Não há motivo para alarmar-se com o surgimento de lesões aftosas, porém, se o problema aparecer com muita frequência e, principalmente, se não houver diminuição dessas lesões em até três semanas, é importante consultar um especialista para diagnóstico correto e realização de biópsias capazes de detectar outros tipos de doenças.

 

Entenda melhor

Embora sejam desconhecidas as causas exatas do surgimento de aftas, alguns fatores são determinantes para o problema. Confira abaixo:

Ingestão de alimentos ácidos, como frutas cítricas

Ausência nutricional no organismo, como vitamina B12, ferro e ácido fólico

Estresse emocional

Fatores genéticos

Abandono do hábito de fumar

Em caso de mulheres, tensão pré-menstrual

Fonte: Sérgio Kignel, especialista em saúde bucal e estomatologia

 

Recomendações

Procure um médico se as aftas forem muito grandes, se as crises de aftas forem frequentes e se for muito difícil deglutir (comidas ou líquidos). Se tiver dor que não melhora com analgésicos comuns, se as lesões durarem mais de três semanas e se surgirem lesões nos lábios.

Fonte: www.drauziovarella.com.br

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso