X
X

Diário da Região

14/02/2016 - 00h41min

ARTIGO

Soluções em tempos de crise

ARTIGO

Guilherme Baffi Mara Lúcia Madureira é psicóloga
Mara Lúcia Madureira é psicóloga

Nos últimos dois anos, centenas de milhares de brasileiros ficaram desempregados, e nos próximos cinco, as novas tecnologias suprimirão milhões de postos de trabalho nos países industrializados. Crises sempre existiram e continuarão a existir. A questão é encarar a realidade com otimismo e enxergar, além dos dados alarmistas, as infinitas oportunidades e soluções latentes. Quando faltam empregos, ou os meios e os modos de trabalho tradicionais não suprem as demandas das configurações atuais do mercado, é preciso alterar as formas de produção, oferecer produtos e serviços adequados ao presente e ao perfil dos novos consumidores. Profissionais conservadores, fiéis aos padrões obsoletos, sobreviverão apenas no setor de caduquices. Em tempos de mudanças drásticas, dois tipos de profissionais se destacam, aquele movido a chefes, que subestima seus talentos, não se vê fora do padrão tradicional de trabalho, sofre de ansiedade e espera, por um ano ou mais, a recolocação no mercado. O outro é aquele que confia em suas competências, cria opções de ganhos diversas, converte talentos em produtos e serviços, desperta seu gênio criador, mantém o compromisso com o êxito, faz da ansiedade uma aliada. A versatilidade e o teletrabalho ganham espaços nesse novo cenário. A presença física na empresa não é mais condição exclusiva. O momento propõe liberdade para empreender, testar novas ideias, montar oficinas na garagem, escritórios domésticos, trabalhar em espaços alternativos como parques, cafés, shoppings, aeroportos e táxis, por exemplo. De casa, é possível acompanhar os filhos e ao mesmo tempo elaborar relatórios, falar com diretores, participar de videoconferências, enviar e receber propostas. 

As novas modalidades profissionais exigem criatividade, autocontrole, disciplina, gestão e aproveitamento do tempo, atenção focada, organização pessoal e do ambiente de trabalho, gerenciamento de tarefas e projetos, pontualidade e cumprimento de prazos. Quanto mais qualificação, disciplina e responsabilidade uma pessoa adquire, mais capaz de se autogerir, se redefinir e de empreender ela se torna. Quem é seu próprio chefe pode estabelecer jornadas de trabalho flexíveis, programar atividades de lazer no meio da tarde ou durante a semana.  Planejar, analisar as próprias competências, limitações e motivações é demasiado importante, mas agir é fundamental. Criar e alimentar um site, blog ou página para divulgação de serviços e conhecimentos, manter o currículo e a si mesmo atualizados, as redes de contatos profissionais ativas e a mente aberta às infinitas possibilidades e oportunidades são atitudes prioritárias. Mesmo empregadas, pessoas antenadas criam fontes secundárias de ganhos, enviam portfólios, promovem produtos e serviços, manifestam interesses em projetos e ganhos extras. Profissional competente e versátil vira professor, consultor ou assessor em sua área de domínio, escritor, palestrante, treinador. Age com autonomia, empreende, desenvolve visão global de negócios, se especializa em uma área, estuda o segmento, os concorrentes e consumidores. Aprende a recrutar e selecionar, a capacitar e gerir pessoas, finanças, fluxo de caixa, controle de estoque, compras, vendas. Inspira-se em modelos bem sucedidos, busca o apoio e as parcerias de entidades competentes. Desdobra-se para encontrar os meios e o capital necessário. Encara trabalhos adicionais, jornadas duplas e até a venda de um bem passivo para mobilizar recursos.

Imagem não é tudo, mas é base para iniciar relações com boa impressão e credibilidade imediatas. O cuidado com a aparência, a elegância no vestir e ao lidar com pessoas são portais para contatos bem sucedidos. Relações de interesses profissionais são sempre muito bem vindas e desejadas, e a crença de que são negativas e moralmente incorretas pertence aos repertórios de províncias. Não se contrata colaboradores e serviços no escuro, sem indicações ou recomendações. Daí a importância de ser visto e mostrar serviços. Em ocasiões oportunas, cabe falar bem de si, valorizar o próprio trabalho, demonstrar as intenções e motivações profissionais, com bom senso, seriedade e ética. A esperança de poder controlar a realidade em geral é frustrada por eventos inesperados. Sejam quais forem as transformações à nossa volta, escolhemos tratá-las como desafios ou derrotas. Momentos de incertezas favorecem a testagem de empreendimentos com baixo investimento e custo de manutenção, novas ideias e parcerias. Vale tentar e correr riscos calculados. 


No cenário de nossa história, decidimos atuar ou ser plateia. Rumamos aos sonhos ou às desilusões, tudo conforme nossa vontade e alcance de visão. O presente favorece a difusão de produtos e serviços através das redes sociais físicas e virtuais e tantas outras vertentes tecnológicas. Originalidade, adaptabilidade, versatilidade, criatividade e irreverência são expressões de peso em tempos de crise - integram o conjunto de requisitos prioritários à adaptação e autorrealização profissional. Qualquer pessoa comum pode se diferenciar ao aprender e multiplicar novas habilidades, adquirir confiança, tomar decisões, alcançar rendimentos elevados e triunfo, desde que combine sonho e ação, sacrifício e competência, reinvista seus ganhos no que empreende, poupe mais e financie menos, ouça e acate críticas construtivas, reconheça e repare seus erros, se inspire ao invés de criticar pessoas de sucesso e desista de buscar soluções mágicas. Conhecimento é um bem móvel, o levamos conosco onde quer que estejamos. Trabalho é ação portátil, é o quê, não onde se faz. O mundo é laboratório, e a vida, experiências.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso