X
X

Diário da Região

31/07/2016 - 00h00min

Saúde

O perigo por trás dos rótulos

Saúde

Stock Images/Divulgação NULL
NULL

Você olha nas gôndolas dos supermercados e nas prateleiras das farmácias e lojas de cosméticos e lá encontra uma infinidade de embalagens, cada dia mais bonitas, para chamar sua atenção, e ao mesmo tempo deixando você confuso, sem saber o que levar diante de tantas substâncias contidas nos produtos. 

O que você não sabe é que, muitas vezes, por trás de um simples rótulo de um produto essencial para seu dia a dia, escondem-se perigos reais, capazes de trazer consequência terríveis. Produtos como desodorante, creme de barbear, xampu, maquiagem, perfumes, condicionadores. Todos eles possuem ingredientes que podem fazer mal a você e ao planeta. 

São componentes químicos artificiais que causam um impacto no sistema hormonal e favorecem o desenvolvimento de doenças, infertilidade e males congênitos, informa um estudo da ONU. O estudo diz que o número de químicos EDCs – químicos com efeitos endocrinológicos, na sigla em inglês – aumentou “dramaticamente” entre 2000 e 2012, e muitos não são testados quanto a seus efeitos na saúde humana e na vida selvagem. 

Esses componentes incluem aditivos em embalagens, brinquedos, bens de consumo como eletrônicos, móveis e produtos de limpeza; produtos de cuidados pessoais como xampus, cremes e sabão, e farmacêuticos. 

“Seres humanos estão expostos a EDCs por diversas formas, incluindo ingestão de comida, poeira, água, inalação e através da pele. Esses químicos vêm de fontes variadas, entram no meio ambiente durante a produção, o uso ou a eliminação de químicos e produtos e provocam diferentes efeitos”, aponta o relatório, feito em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a agência da ONU para o meio ambiente (UNEP).

O risco à saúde varia de acordo com o produto que está sendo utilizado.  O perigo está também na dosagem e do tempo de exposição a eles. “As empresas não têm interesse em explicar ao consumidor todos os perigos que esses produtos trazem”, afirma o químico Hebert Sato. “Temos percebido um aumento de mudança do comportamento das pessoas no dia a dia, não só com o impacto dos produtos na saúde, mas também na qualidade de vida ambiental”, diz a pesquisadora na área de consumo sustentável do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), Adriana Charoux. 

Infelizmente, o aumento da preocupação dos consumidores nem sempre vem acompanhado no mesmo ritmo pelas mudanças de atitudes práticas. “Daí entendemos que é necessário a união de organizações da sociedade civil para ampliar o conhecimento e desmistificar o que está por trás desses rótulos e o que é possível fazer sem usar mais recursos ou esforços”, explica.

Armadilhas escondidas

Cosméticos - Costumam ser tóxicos devido ao fato de apresentarem compostos muito agressivos, com a finalidade de torná-los mais fortes e duradouros. Contêm metais pesados e derivados do petróleo. Um grupo nos Estados Unidos decidiu bater de frente com as grandes indústrias de cosméticos muito resistentes a mudanças no mundo e iniciar uma campanha para conscientizar os consumidores sobre a quantidade de produtos tóxicos presentes nos produtos que usamos diariamente e os riscos para nossa saúde. O movimento, que cresce a cada dia, ganhou o nome de 'Campanha por Cosméticos Seguros'. Ele defende o uso de menos componentes químicos e maior presença de ingredientes orgânicos nas fórmulas. O resultado é que muitas empresas de produtos naturais estão se afastando da fragrância sintética e outros produtos químicos prejudiciais à saúde, tais como parabenos, ftalatos e formaldeído. Opte por produtos que usam ingredientes naturais (podem ser encontrados em lojas de produtos naturais). Por exemplo, tintas para as sobrancelhas preparadas exclusivamente com tintas vegetais, batons preparados com óleos vegetais e corantes naturais ou delineadores tipo khol ou kahal, tintas escuras procedentes da índia que, além de serem terapêuticas, permitem limpar os olhos de todas as impurezas. 

Cremes hidratantes - Umedecem a pele e aparentemente a nutrem, mas são preparados com parafinas e outros derivados do petróleo, bem como com compostos prejudiciais conhecidos como parabenos. Procure escolher produtos totalmente naturais, como o óleo de coco, de arganda, de amêndoa, de gergelim ou manteiga de carité

Espuma de barbear - Na lista estão butano (o conhecido gás de cozinha), ureia de diazolidinyl (que libera formaldeído, substância que pode causar dificuldades respiratórias), trietanolamina (um importante ingrediente do gás mostarda, arma química criada durante a Primeira Guerra Mundial e que pode causar câncer) e parabeno (que enfraquece imitadores de estrogênio, presentes nas pílulas anticoncepcionais). Faça a barba com óleos orgânicos, como óleo de amêndoas ou gel de barbear

Pós-barba - Contém álcool, que seca a pele quando ela precisa de hidratação. Água fria é suficiente para fechar os poros após a raspagem dos pelos.

Xampu - Para fazer espuma, as indústrias usam o lauriléter sulfato de sódio e seus derivados, substâncias associadas ao câncer. O xampu também pode conter parabeno (o mesmo que está presente na espuma de barbear)

Perfume - A maioria dos perfumes e águas de colônia possuem produtos químicos que podem afetar o esperma. Muitas marcas usam petroquímicos, parabeno e ácido pthalic em sua fórmula, que interferem na quantidade e velocidade dos espermatozoides, além de causarem danos no DNA das crianças

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso