X

Diário da Região

03/05/2015 - 00h02min

Alimentação e Prazer

Lembrança açucarada

Alimentação e Prazer

Sergio Isso Doceria Schmidt, fundada em 1974 por Laércio Carmeloci e até hoje tocada por ele e os filhos
Doceria Schmidt, fundada em 1974 por Laércio Carmeloci e até hoje tocada por ele e os filhos

Na animação "Ratatouille", que ganhou o Oscar 2008 de melhor longa de animação, o crítico gastronômico Anton Ego, depois de provar uma receita que leva o nome do filme, lembrou-se de quando era criança e escreveu que o prato foi o melhor que ele já havia comido em muitos anos. Assim como na ficção, em algum momento, nós também invariavelmente acabamos dando umas colheradas que nos levam de volta às melhores lembranças da infância.

Em Engenheiro Schmitt, distrito de Rio Preto, é possível viver essa experiência, graças a alguns estabelecimentos que oferecem uma infinidade de doces caseiros. O cardápio é vasto e único. Na Doceria Schmidt, fundada em 1974, por Laércio Carmeloci, são mais de 60 tipos. São doces em calda, em barra, em compotas, pingados, cristalizados, geleias, polpas...

Um dos doces mais tradicionais, segundo Carmeloci, é o de banana cremoso, cuja receita é bem simples (confira na página). Outro doce concorrido é o de abóbora. "Os doces fazem sucesso porque têm sabor diferenciado e ingredientes naturais. São muito mais aceitos pelo paladar se comparados a um produto industrializado, feito em série", afirma Pompeu Xavier Carmeloci, que administra a empresa ao lado do pai e do irmão Laércio. 

Outra empresa tradicional em Schmitt é a Doces Noêmia, fundada por Noêmia Signorini Foresto, em 1972. Patricia Foresto Moura, neta de Noêmia, conta que a produção é totalmente artesanal. "Não usamos aditivos químicos e muito menos conservantes para a produção de nossas geleias, compotas, barras e doces cristalizados. As frutas são maduradas naturalmente, selecionadas e cortadas manualmente", explica. 

As receitas da Doces Noêmia são originais, daquelas feitas pelo avô de Patricia, há cerca de 40 anos. "Optamos em nunca alterar nada. Nem na quantidade, nem nos processos. Fazemos porções pequenas de doces em tachos, do mesmo tamanho do início. É o mesmo doce que as pessoas guardam de lembrança de suas avós ou bisavós, feitos com todo amor e carinho." 

 
 
Doces de goiaba e de frutas Doce de frutas cristalizadas é um dos “campeões” de preferência
FRUTAS CRISTALIZADAS

Ingredientes:

1 xícara de chá de açúcar 
1 colher de sobremesa de bicarbonato de sódio 
3 figos 
1 laranja-da-terra 
1 mamão em pedaços, sem as sementes
1/4 de abóbora em pedaços, sem a casca e as sementes  
Açúcar cristal para cobrir

Modo de preparo:

Limpe as frutas e coloque o mamão e a abóbora em água com o bicarbonato. Deixe por aproximadamente 20 minutos, escorra e lave bem em água corrente. Coloque as frutas, exceto a laranja, em um tacho, cubra com água e leve a ferver. Retire do fogo, escorra e reserve. Em outro tacho, coloque a laranja, cubra com água e leve a ferver. Retire do fogo após levantar fervura, espere esfriar, escorra e descarte a água Cubra a laranja novamente com água e deixe de molho, trocando a água de vez em quando até extrair quase todo o amargor da fruta. Faça uma calda rala com o açúcar e água suficiente para cobrir todas as frutas. Coloque as frutas, leve a ferver, retire do fogo e tampe o tacho. Repita essa operação por alguns dias, sempre fervendo um pouquinho e retirando do fogo. Esse processo fará com que a calda penetre nas frutas e evitará que elas fiquem secas por dentro. Quando as frutas absorverem bem a calda, escorra-as e coloque-as em uma peneira grande. Deixe escorrer o excesso de calda, passe as frutas em açúcar cristal e deixe-as secar em uma assadeira.
 
Fonte: Doces Noêmia

 

 
Doce de banana cremoso Doce de banana cremoso
DOCE DE BANANA CREMOSO

 

Ingredientes:

1 quilo de banana
700 gramas de açúcar
2 colheres de glicose

Modo de preparo:

Descasque e amasse a banana. Misture o açúcar, coloque em uma panela e mexa sem parar até o doce desgrudar da panela. 
 
Fonte: Doceria Schmidt

?

 
 
ARROZ DOCE

Ingredientes:

150 gramas de arroz
300 ml de água
300 gramas de açúcar 
500 ml de leite
150 ml de leite condensado
100 ml de creme de leite
Canela em pó

Modo de preparo:

Coloque o açúcar em uma panela, deixe derreter o açúcar, faça um caramelo e mexa sempre. Acrescente a água, depois 250 ml de leite e o arroz, e continue mexendo. Deixe o arroz cozinhar. Após cozido, desligue o fogo e acrescente o restante do leite e coloque o leite condensado e o creme de leite. Coloque a canela a gosto. 
 
Fonte: Adriana Souza, chef de cozinha

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso