X
X

Diário da Região

05/04/2015 - 01h53min

Educação financeira

Especialistas dão dicas de como envolver os filhos com as finanças

Educação financeira

Stock Images/Divulgação NULL
NULL

Aprender a cuidar do dinheiro é uma lição com aplicação diária, e envolver as crianças desde cedo nessa tarefa traz resultados positivos para toda a vida. A participação dos filhos é essencial para o sucesso da vida financeira da família e da conscientização deles próprios para o futuro. Esse envolvimento das crianças nas contas de casa deve ser introduzido com estratégia. De nada adianta, por exemplo, exigir a participação nas economias ou privar os desejos materiais dos pequenos. A dica de Gustavo Cerbasi, especialista em educação financeira, e autor de "Pais inteligentes enriquecem seus filhos" (ed. Sextante), entre outros livros, é não focar nos sacrifícios, mas na sensação de recompensa a ser conquistada, pedindo sugestões de todos para "o que falta para ser feliz".

"Crianças podem até sugerir que faltam brinquedos e coisas da moda, mas, com a ajuda dos pais, não é difícil chegar à conclusão de que a família estará melhor se tiver mais atividades culturais ou viagens. Ou se conseguir reunir esforços para poupanças regulares que levem a mais sonhos. Uma vez entendidos os desafios, fica fácil pedir a contribuição de cada um com esforços no sentido de alcançar o grande prêmio, que é a economia para alcançar sonhos", ensina Cerbasi. 

Para o especialista, é fundamental que as crianças participem desde cedo dos esforços e da organização familiar. Caso contrário, serão "sabotadores dos planos", diz Cerbasi, por isso ele sugere a ideia de "gincana" a fim de atrair a atenção dos filhos para os interesses financeiros, sem se tornar um assunto chato e penoso.

Outro forte estímulo é o próprio exemplo dos pais. Crianças aprendem muito pela observação, principalmente em seus primeiros anos de vida, e tendem a repetir atitudes de quem elas admiram. "Se virem que são educados financeiramente, poupando antes de comprar, pagando sempre que podem à vista para conseguir descontos e não comprometer o orçamento financeiro dos outros meses, eles crescerão com essa cultura", orienta o educador financeiro Reinaldo Domingos, autor de livros como "Terapia Financeira" (ed. DSOP) e presidente da DSOP Educação Financeira.

A ideia, segundo a economista Cristiane Gouget, consultora em finanças pessoais, é mostrar, por exemplo, quanto a contribuição de apenas uma pessoa da casa pode representar. "Qual seria o efeito se todos trabalhassem juntos em prol do mesmo objetivo?", questiona. 

Brasileiro está mais consciente

Embora muitas famílias brasileiras ainda estejam em alguma situação de endividamento, a economista Cristiane Gouget reflete que, por outro lado, há um número crescente de interessados em conhecer sobre planejamento financeiro familiar e aplicando esse aprendizado no dia a dia. O objetivo é sair das dívidas adquiridas e chegar a uma aposentadoria mais tranquila.

"Outra questão é que muitas pessoas já não acreditam em sobreviver somente com a aposentadoria e, por isso, estão recorrendo à previdência complementar e outras alternativas para manterem o padrão de consumo, mesmo quando aposentarem", informa a economista. O especialista em educação financeira Gustavo Cerbasi comemora essa mudança, mas pondera que o brasileiro ainda precisa continuar essa caminhada. "Nesse mesmo período, o número de pessoas com acesso a bancos e com emprego formal aumentou bastante, demandando um volume de conteúdo e orientação que ainda precisa crescer bastante. Há muito trabalho pela frente", diz.

Defina uma meta ideal

Para a economista Cristiane Gouget, uma boa saúde financeira ocorre quando a família atinge a economia de 30% do resultado líquido por mês, isto é, consegue reservar um terço dos rendimentos, já excluídos os gastos. "É um percentual ideal", afirma. Já para o especialista em educação financeira Gustavo Cerbasi, o ideal é ponderar e concentrar os gastos no que traz bem-estar para a família, facilitando a participação dos filhos. "É importante não confundir saúde financeira com poupança. Poupar demais é tão frustrante e perigoso quanto gastar demais, pois os planos podem não acontecer. A boa saúde financeira se traduz em equilíbrio", diz. 

Adote a mesada

:: Prepare a criança a partir dos 3 anos com livros específicos para o público infantil

:: A mesada deve ser introduzida a partir dos 7 ou 8 anos

:: Anote gastos com lanches escolares, jogos, passeios e outros valores

:: Desse total de gastos, dê apenas a metade do valor 

:: Chame a criança para uma conversa séria e diga que ela está crescendo

:: Fale que chegou o momento dela controlar o próprio dinheiro

:: Por isso, começará a ganhar uma certa quantia uma vez ao mês, uma mesada 

:: Diga que esse valor é igual a um salário e precisa durar o mês inteiro

:: Reforce que ela precisa planejar bem o uso desse dinheiro

:: Diga que alguns desejos dela são comprados pelos pais, já que ela é uma boa criança

:: Explique que o mesmo valor ganhado também será guardado para outros sonhos dela
 
Fonte: Reinaldo Domingos, educador financeiro e escritor

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso