X
X

Diário da Região

05/09/2016 - 17h41min

Nova York

Wawrinka bate ucraniano e desafiará jejum contra Del Potro nas quartas do US Open

Nova York

Depois de sofrer muito para avançar às oitavas de final do US Open, fase em que precisou salvar um match point para seguir vivo no jogo em que derrotou o britânico Daniel Evans por 3 sets a 2, Stan Wawrinka confirmou favoritismo de forma mais tranquila nesta segunda-feira. Terceiro cabeça de chave, o tenista suíço venceu o ucraniano Illya Marchenko por 3 a 1, com parciais de 6/4, 6/1, 6/7 (5/7) e 6/3, para se garantir nas quartas de final do Grand Slam norte-americano. Com o triunfo sobre o atual 63º colocado do ranking mundial, Wawrinka se credenciou para travar um interessante confronto diante do argentino Juan Martín del Potro, que poucas horas mais cedo contou com a desistência por lesão do austríaco Dominic Thiem quando vencia o segundo set por 3 a 2, após ter fechado a primeira parcial em 6/3. Será o sétimo confronto entre Wawrinka e Del Potro no circuito profissional, sendo que o argentino levou a melhor em quatro dos seis duelos disputados entre os dois. O último deles foi na edição deste ano de Wimbledon, Grand Slam no qual o atual 142º colocado do ranking mundial bateu o suíço por 3 sets a 1, de virada, na grama de Londres. O abismo que separa os dois tenistas no ranking da ATP, por sua vez, tem pouco peso para este novo embate entre eles. Wawrinka ocupa o terceiro lugar da ATP, mas Del Potro, além de ser um ex-Top 10, só está na modesta colocação na qual figura atualmente por causa das graves lesões no punho que o afastaram das quadras por longos períodos nas últimas temporadas. Del Potro, por sinal, ganhou os últimos quatro duelos que travou com o suíço, derrotado pelo argentino por duas vezes em 2009 nos Masters 1000 de Roma e Madri e depois no Torneio de Estoril de 2012, antes de finalmente superá-lo novamente neste ano em Wimbledon. Antes disso, Wawrinka levou a melhor sobre um então garoto Del Potro no Torneio de Umag de 2006 e na edição de 2008 de Wimbledon. Agora, na condição de teórico favorito, ele tentará encerrar o longo jejum contra o argentino. Medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio e campeão do US Open em 2009, Del Potro também chegará para este novo duelo menos desgastado do que Wawrinka, pois ainda não perdeu nenhum set neste US Open, enquanto o suíço vem de uma longa batalha nas oitavas de final e nesta segunda-feira só conseguiu liquidar Marchenko na quarta parcial. Depois de conquistar três quebras de saque e ganhar os dois primeiros sets com relativa facilidade, o suíço foi surpreendido na terceira parcial, na qual chegou a conquistar nova quebra de serviço, mas viu o ucraniano converter um break point, levar a disputa ao tie-break e depois fechar em 7/5. No quarto set, porém, o tenista número 3 do mundo conquistou mais duas quebras de saque e, mesmo vendo seu adversário converter novo break point, fez 6/3 para liquidar o duelo.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso