X
X

Diário da Região

27/04/2015 - 16h10min

ACABOU O GÁS?

Para zagueiro Gil, críticas ao Corinthians são injustas

ACABOU O GÁS?

O zagueiro Gil, do Corinthians, considera injustas as críticas feitas ao desempenho recente do time. Na sequência dos últimos seis jogos, a equipe venceu apenas um. Na série, estão também duas derrotas para os arquirrivais Palmeiras, somente nos pênaltis, pelo Campeonato Paulista, e para o São Paulo, pela Copa Libertadores. "As críticas têm de ser justas. Se tivéssemos perdido dez, 15 jogos, se não tivéssemos ganhado nenhum clássico... Mas só perdemos um jogo oficialmente. Vamos tirar a base do nosso trabalho, do que temos feito. A gente sentiu um pouco, não manteve a consistência do começo do ano, mas não tem para onde correr. Temos de continuar fazendo o trabalho da mesma maneira, isso que nos dá força. Nosso grupo é fechado e teremos tempo para treinar e voltar mais fortes", disse o defensor em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, no CT Joaquim Grava. Ele afirma que o cansaço foi o principal motivo para a queda de rendimento. "Não tem nem cinco meses completados, já fizemos quase 30 jogos. Foram 28. Sentimos essa maratona. A gente sabe da força do nosso grupo, não temos de provar nada para ninguém. Sabemos que somos capazes", disse o camisa 4. A derrota para o São Paulo, na última quarta-feira, encerrou uma série de 26 jogos de invencibilidade do Corinthians. Em 2015, além desta derrota no último duelo, os corintianos só caíram no primeiro confronto, diante do Colônia, da Alemanha, por 1 a 0, pela Florida Cup. No Campeonato Paulista, a equipe foi eliminada pelo Palmeiras nos pênaltis de forma invicta - no tempo normal, o jogo terminou empatado por 2 a 2. Segundo Gil, os últimos jogos não podem servir de parâmetro para uma avaliação de desempenho da equipe. "Não tem como tirar um parâmetro disso. Contra o Palmeiras, havíamos jogado na quinta (contra o San Lorenzo, pela Libertadores). Contra o São Paulo, tivemos dois jogadores expulsos. Sabemos que temos de melhorar, mas o grupo está unido, está
  • Bem-Vindo ao Diário da Região

  • 27/04/2015 - 16h10min

    ACABOU O GÁS?

    Para zagueiro Gil, críticas ao Corinthians são injustas

    ACABOU O GÁS?

    O zagueiro Gil, do Corinthians, considera injustas as críticas feitas ao desempenho recente do time. Na sequência dos últimos seis jogos, a equipe venceu apenas um. Na série, estão também duas derrotas para os arquirrivais Palmeiras, somente nos pênaltis, pelo Campeonato Paulista, e para o São Paulo, pela Copa Libertadores. "As críticas têm de ser justas. Se tivéssemos perdido dez, 15 jogos, se não tivéssemos ganhado nenhum clássico... Mas só perdemos um jogo oficialmente. Vamos tirar a base do nosso trabalho, do que temos feito. A gente sentiu um pouco, não manteve a consistência do começo do ano, mas não tem para onde correr. Temos de continuar fazendo o trabalho da mesma maneira, isso que nos dá força. Nosso grupo é fechado e teremos tempo para treinar e voltar mais fortes", disse o defensor em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, no CT Joaquim Grava. Ele afirma que o cansaço foi o principal motivo para a queda de rendimento. "Não tem nem cinco meses completados, já fizemos quase 30 jogos. Foram 28. Sentimos essa maratona. A gente sabe da força do nosso grupo, não temos de provar nada para ninguém. Sabemos que somos capazes", disse o camisa 4. A derrota para o São Paulo, na última quarta-feira, encerrou uma série de 26 jogos de invencibilidade do Corinthians. Em 2015, além desta derrota no último duelo, os corintianos só caíram no primeiro confronto, diante do Colônia, da Alemanha, por 1 a 0, pela Florida Cup. No Campeonato Paulista, a equipe foi eliminada pelo Palmeiras nos pênaltis de forma invicta - no tempo normal, o jogo terminou empatado por 2 a 2. Segundo Gil, os últimos jogos não podem servir de parâmetro para uma avaliação de desempenho da equipe. "Não tem como tirar um parâmetro disso. Contra o Palmeiras, havíamos jogado na quinta (contra o San Lorenzo, pela Libertadores). Contra o São Paulo, tivemos dois jogadores expulsos. Sabemos que temos de melhorar, mas o grupo está unido, está cidade banner-borda-arroba">