Empate com chuva de gols em Novo HorizonteÍcone de fechar Fechar

Novorizontino X Santos

Empate com chuva de gols em Novo Horizonte

Novorizontino X Santos


    • São José do Rio Preto
    • máx min

Em uma partida eletrizante, decidida nos detalhes, o Grêmio Novorizontino empatou em 3 a 3 com o Santos, na noite desta sábado, dia 13, no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte, pelo Paulistão. Com empate, o Tigre passou a somar três pontos no Grupo B e fica em situação complicada na competição, podendo entrar na zona da degola no complemento da rodada.

Precisando do resultado positivo, o Novorizontino seguiu o que pediu o técnico Guilherme Alves e não abriu mão do ataque para segurar o rápido sistema ofensivo do Peixe. Com isso, o jogo foi lá e cá.

Logo aos 7 minutos, Rayllan pegou rebote na entrada da área e bateu firme, com perigo. A resposta dos visitantes veio no lance seguinte. Gabriel recebeu na entrada da pequena área e finalizou para boa defesa do goleiro Anderson. A bola chegou a bater no pé da trave e sair para escanteio.

O Santos insistia pelas laterais do campo e aproveitava das bobeiras do sistema defensivo do Tigre. Aos 12 minutos, Lucas Lima foi à linha de fundo e tocou para trás. A zaga furou e Ricardo Oliveira chutou por cima do gol.

Em uma dessas falhas da zaga, o Santos abriu o marcador. Os defensores erraram ao fazer a linha de impedimento e Ricardo Oliveira recebeu entre os zagueiros. O atacante tocou cruzado para Gabriel, sozinho, empurrar para o fundo da rede, aos 39 minutos.

O Novorizontino voltou dos vestiários determinado a vencer. Aos 7 minutos, Pereira pegou o rebote na marca do pênalti e empatou o jogo. A alegria dos novorizontinos durou pouco. Aos 12 minutos, Lucas Lima driblou três defensores e bateu cruzado para colocar o Santos novamente em vantagem, 2 a 1.

Após o gol, o técnico trocou o todo ataque e promoveu a entrada de Fagner, Lima e Cléo Silva. Deu certo. Aos 22 minutos, Fagner recebeu de Rayllan na ponta direita do ataque e bateu cruzado: 2 a 2. E o Tigre queria mais. Lima recebeu na esquerda do ataque e em chute cruzado virou o placar, aos 26 minutos, para delírio da torcida, 3 a 2.

A vitória só não saiu porque Victor Ferraz cobrou falta, de origem duvidosa, com perfeição, no anglo esquerdo do goleiro Anderson, e voltou a igualar o marcador. Final, 3 a 3.

 

FICHA TÉCNICA:


Novorizontino - 3

Anderson; Éder, Domingues, Jeci e Paulinho; Deda (Fagner), Adriano, Rayllan e Pereira; Wesley (Lima) e Roberto (Cléo Silva). Técnico: Guilherme Alves.

Santos - 3

Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Zeca; Thiago Maia (Serginho), Renato e Lucas Lima; Gabriel (Neto Berola), Patito Rodríguez (Vitor Bueno) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.

Gols: Gabriel aos 39 minutos do 1º tempo; Pereira aos 7, Lucas Lima aos 12, Fagner aos 22, Lima aos 26 e Victor Ferraz aos 40 minutos do 2º tempo. Árbitro: Raphael Claus (Fifa). Renda: R$ 314 mil. Público: 8.503 pagantes. Local: estádio Jorge Ismael de Biasi, na noite deste sábado, em Novo Horizonte.