X
X

Diário da Região

06/02/2015 - 17h40min

São Paulo

Corinthians consegue liminar, mas decisão sobre torcida única será da FPF

São Paulo


A juíza Luiza Barros, da 10ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, acatou parcialmente o pedido de liminar do Corinthians que pede a realização do clássico contra o Palmeiras, domingo, no Allianz Parque, pela segunda rodada do Campeonato Paulista, com a presença das torcidas dos dois clubes.

De acordo com o despacho da juíza, o Ministério Público de São Paulo não tem direito de ameaçar nem punir o clube, ou qualquer entidade ligada à venda dos ingressos para a torcida visitante.

"As únicas sanções passíveis de serem impostas são aquelas previstas em lei, na hipótese de eventual ocorrência de ato ou dano que enseje responsabilidade civil ou criminal. Ora, recomendação, como o próprio nome diz, é mero mandado de otimização, não ostentando força normativa. Funciona como meio de 'pressão política' e se expressa como uma sugestão, um convite, servindo apenas de elemento demarcador da responsabilidade civil e criminal", afirma a juíza.

Essa decisão cabe unicamente à Federação Paulista de Futebol (FPF), que deve se pronunciar definitivamente ainda nesta sexta-feira. Agora, o Corinthians negocia com a FPF a possibilidade de ter seus torcedores no clássico.

"Desnecessária, contudo, a concessão de ordem judicial para permitir a aquisição de ingressos para os torcedores do time visitante, uma vez que não consta proibição expressa nesse sentido, tratando-se de mera recomendação do órgão ministerial, a qual não pode ser atribuída força coercitiva, conforme já ressaltado. Outrossim, a Federação Paulista de Futebol não é parte no presente feito. Eventuais danos ocorridos durante a partida e sua reparação reclamam ação própria e efetiva demonstração", acrescenta a juíza.

"Diante do exposto, DEFIRO PARCIALMENTE o pedido de tutela antecipada para suspender a sanção prevista na Recomendação do Ministério Público do Estado de São Paulo, in verbis 'o descumprimento da presente recomendação acarretará a adoção das medidas cíveis e criminais cabíveis'", conclui Luiza Barros.

No início da tarde, torcidas uniformizadas do Corinthians se manifestaram pelas redes sociais afirmando que vão impedir a saída do clube para o estádio, caso seja mantido o veto. A sede do clube, no Parque São Jorge, também foi alvo de protestos contra presença de uma só torcida no domingo.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso