X
X

Diário da Região

22/08/2015 - 08h09min

Pequim

Com Montanha e Geisa eliminados, Brasil começa mal o Mundial de Atletismo

Pequim

Começou muito mal para o Brasil o Mundial de Atletismo de Pequim (China), na manhã de sábado (início da madrugada de sexta pelo horário de Brasília). Nenhum dos brasileiros que participou das etapas eliminatórias conseguiu avançar de fase, para semifinais ou finais. Vanessa Scheffer ficou bastante abaixo do esperado nas duas primeiras provas do heptatlo. Finalista olímpica em Londres-2012, Geisa Arcanjo ficou apenas no 15.º lugar no arremesso de peso. A brasileira, que está recomeçando a carreira depois de largar o atletismo e virar atendente de telemarketing, alcançou apenas 17,42m no seu melhor arremesso, quando precisava de 17,73m para ir à final. Ela já superou 19 metros na carreira. Também Keely Medeiros participou da prova, terminando no 24.º e último lugar, com 15,17m, a mais de um metro da penúltima colocada. Ela foi cortada da delegação que iria aos Jogos Pan-Americanos, mesmo com índice, porque houve mais atletas inscritos do que vagas disponíveis, e agora, para ir a Pequim, contou com situação contrária. Disputou o Mundial mesmo sem índice - é apenas a 138.º do ranking e recebeu convite. Wagner Domingos, o Montanha, também ganhou um convite em cima da hora, na semana passada, para ir ao Mundial. O brasileiro lançou o martelo a 71,82 na sua melhor de três tentativas e terminou em 22.º, longe dos 74,51m que seriam necessários para ir à final. Só uma vez na história, na temporada passada, um brasileiro (o próprio Montanha) foi tão longe. Esta foi a primeira participação de um atleta do País em Mundial no martelo. Nos 800m, Cleiton Abrão deu azar e caiu na série que tendia a ser a mais forte, do recordista mundial David Rudisha, do Quênia. O africano ditou um ritmo fraco e, mesmo assim, o brasileiro ficou bastante para trás. Como a série foi a mais lenta das seis eliminatórias e Abrão o sétimo colocado dela, terminou numa incômoda antepenúltima colocação geral entre 44 atletas. Já no heptatlo Vanessa Scheffer começou muito mal a competição. Fez o 29.º melhor tempo dos 100m com barreiras e parou em 1,68m no salto em altura. Está com 1.769 pontos, contra 1.915 que somou nas duas primeiras provas nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. A brasileira não briga para ser Top 10 no Mundial (seria 24.ª com a pontuação do Pan), mas tenta o índice olímpico em Pequim. Quem também não foi bem pensando em Olimpíada foi Solonei Rocha, apenas o 18.º colocado na maratona. Pior do que a colocação foi o tempo: 2h19min20s, longe da meta dele, que era correr na casa de 2h10min, o que seria suficiente para carimbar passaporte para a Olimpíada. A prova, de qualquer forma, foi lenta. Ghirmay Ghebreslassie, de 19 anos, garantiu o primeiro ouro da história da Eritréia com 2h12min28s.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso