X
X

Diário da Região

05/12/2016 - 19h20min

Chapecó

CBF confirmou W.O., fará doação e prometeu amistoso da seleção, diz Chapecoense

Chapecó

Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira, o presidente da Chapecoense, Ivan Tozzo, revelou que a CBF já confirmou o W.O. duplo do time catarinense e do Atlético Mineiro na rodada final do Brasileirão, no fim de semana. Segundo a direção do clube de Chapecó, a entidade também prometeu doar R$ 5 milhões e organizar um amistoso entre a seleção brasileira e a Colômbia para reverter a renda para a Chapecoense. "Deverá acontecer a realização de um jogo amistoso da seleção brasileira, ainda sem data marcada, para o início de 2017. Provavelmente será contra a Colômbia. E a renda seria destinada ao clube", disse Tozzo, que assumiu a presidência em razão da morte de Sandro Pallaoro, uma das 71 vítimas do acidente aéreo na Colômbia. Para Tozzo, a renda do futuro amistoso será de grande ajuda para as finanças da Chapecoense, que só agora começa a pensar no futuro, depois do velório e enterro das suas vítimas na tragédia aérea. "É o melhor presente financeiro que poderíamos receber. Pode ser no Maracanã ou até em Chapecó. Imagine 80 mil pessoas no Maracanã", declarou o novo presidente do clube catarinense. O dirigente também revelou que a CBF já confirmou que não haverá o jogo entre Chapecoense e Atlético-MG na última rodada do Brasileirão, no domingo. "Já foi definido pela CBF que o jogo não vai acontecer. Será W.O.. Emocionalmente, não existe a possibilidade de jogo. O presidente do Atlético falou com a CBF que a ideia é essa. Não tem clima." Questionado sobre a eventual blindagem do time nas próximas temporadas, com o objetivo de evitar o rebaixamento da equipe, o presidente da Chapecoense rejeitou a possibilidade. E disse que não tratou disso com a CBF. "Isso não veio da CBF, não veio de ninguém oficial. A gente acha que isso é uma grande de uma besteira. Não existe. E os outros clube, como é que ficam? Tem que jogar no campo e se garantir. Eu posso te dar certeza que não existe essa regra." Ivan Tozzo também revelou que o número de sócios-torcedores do clube segue crescendo desde a tragédia da terça-feira passada. "Tínhamos nove mil sócios-torcedores. Agora são mais 15 mil efetivados e há mais 50 mil solicitações. Você vê por aí como as pessoas se sensibilizaram", declarou o presidente, que agradeceu a decisão da Conmebol de confirmar o título da Sul-Americana ara a Chapecoense nesta segunda. "É um sentimento de justiça. A Chapecoense estava muito preparada para ganhar esse título. Jogadores super comprometidos. É uma homenagem para nós. Quero agradecer o pessoal da Colômbia", disse. O Atlético Nacional, que disputaria a final da competição com o time brasileiro, pediu oficialmente à Conmebol para que declarasse a Chapecoense como o campeão da Sul-Americana logo após a tragédia.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso