X
X

Diário da Região

11/10/2015 - 01h00min

Eliminatórias Sul-Americanas

Brasil aposta no fator casa

Eliminatórias Sul-Americanas

Heuler Andrey/ Mowa Press Dunga destaca equilíbrio nos jogos das Eliminatórias
Dunga destaca equilíbrio nos jogos das Eliminatórias

A Seleção Brasileira já absorveu a derrota para o Chile na estreia nas Eliminatórias Sul-Americanas e se concentra na partida de terça-feira contra a Venezuela. O tropeço em Santiago, porém, reforçou a convicção de que, na disputa pelas vagas na Copa da Rússia, mais do que nunca vai valer a filosofia pragmática que prega ser vital vencer os jogos em casa e, quando possível, beliscar pontos fora. Depois de perder no Chile, a vitória no jogo que será realizado no estádio Castelão, em Fortaleza, tornou-se obrigatória. “A partida em casa vai ser fundamental. Temos sempre de conseguir os três pontos em casa. Hoje o futebol é muito equilibrado”, disse Dunga.

Além disso, o adversário de terça-feira é uma das equipes mais fracas da disputa - na estreia perdeu em casa para o Paraguai. Apesar de o Brasil ter tido dificuldades contra os venezuelanos na Copa América realizada no Chile no meio do ano, jogando em casa a expectativa é de que a situação seja completamente diferente. Naquela ocasião, a seleção não teve Neymar, que à época cumpriu a primeira partida de suspensão que recebeu por sua expulsão depois do jogo com a Colômbia. Na terça, o craque brasileiro pagará o último dos quatro jogos da punição que lhe foi imposta.

O capitão Miranda também defende a tese do “ganhar em casa e somar pontos fora sempre que possível”, embora ressalte que a Seleção Brasileira tem de vencer sempre, não importa contra quem e o local em que o jogo ocorra. “Pela dificuldade da competição, é importante pontuar fora”, receita. “É fundamental fazer três pontos em partidas em que tenha o mando de campo.” O planejamento inicial da seleção era somar pelo menos quatro pontos nos dois primeiros jogos. Como isso já não é mais possível, a opção agora é obter uma boa vitória contra os venezuelanos, até para evitar o aumento da pressão sobre o grupo. “Temos um jogo em casa e precisamos vencer”, resumiu o meia Willian.

Mesmo porque, a próxima partida do Brasil na sequência das Eliminatórias será contra a Argentina, em novembro. O jogo será disputado no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. Uma derrota para o tradicional inimigo, na casa dele, não seria algo trágico em situação normal. Mas se a seleção chegar à terceira rodada sem ter vencido ainda e tropeçar novamente, a crise poderá ser inevitável. Na partida contra os argentinos, a seleção poderá ter a volta do atacante Neymar.

Lesões geram mais cortes

O zagueiro David Luiz e o goleiro Marcelo Grohe foram desconvocados neste sábado da Seleção Brasileira que vai enfrentar a Venezuela na próxima terça-feira, em Fortaleza, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, por estarem contundidos. O jogador do Paris Saint-Germain machucou o joelho esquerdo ainda no primeiro tempo da partida contra o Chile. O defensor foi submetido a exames na sexta-feira à noite em um hospital na cidade de Fortaleza, e os resultados constaram que ele não conseguiria se recuperar a tempo de atuar contra a Venezuela. 

A mesma situação ocorreu com o goleiro do Grêmio, que machucou o ombro durante um treinamento realizado no Chile.
A CBF anunciou que não serão chamados substitutos para os dois jogadores cortados. Com a saída de David Luiz, Marquinhos, que entrou durante o jogo com o Chile, é o mais cotado para jogar ao lado de Miranda. Gil é a outra opção. Já o goleiro Alisson passa a ser o reserva imediato de Jefferson. O calor da capital do Ceará - temperaturas em torno dos 30ºC durante o dia - preocupa a comissão técnica.

Tanto que o treino deste sábado, o primeiro da seleção em Fortaleza, teve seu início adiado em uma hora em relação ao horário inicialmente programado, para que os jogadores enfrentassem uma temperatura mais amena. A preocupação com o clima é ainda maior porque os atletas passaram a semana convivendo com temperaturas abaixo dos 10ºC em Santiago. Está marcado novo treino para este domingo no Estádio Presidente Vargas. Mas estuda-se a possibilidade de transferir a atividade para o Castelão, para que os jogadores possam fazer o reconhecimento do gramado. Essa também seria uma forma de ‘driblar’ o regulamento das Eliminatórias, que não prevê treino de aclimatação ao gramado na véspera das partidas. 

 

 

 

>> Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso