X
X

Diário da Região

13/01/2016 - 11h53min

Rio de Janeiro

Sindicato diz que CSN irá encerrar cortes na usina de Volta Redonda

Rio de Janeiro

O Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense afirma que a CSN se comprometeu a encerrar os cortes na usina de Volta Redonda (RJ), onde demitiu 700 pessoas desde a última sexta-feira. A expectativa era de que até 3 mil postos de trabalho fossem extintos na unidade. A reunião que selou o acordo foi convocada no início da manhã desta quarta-feira, 13, após trabalhadores iniciarem uma paralisação na fábrica por volta das 4h. Caminhões foram atravessados na porta da Usina Presidente Vargas para impedir a passagem. Segundo o presidente do sindicato, Silvio Campos, foram negociadas a extensão do plano de saúde aos demitidos por 90 dias, uma carga extra em seu cartão alimentação e a inscrição em cursos do Senai para ajudar a sua recolocação no mercado.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso