X
X

Diário da Região

08/12/2015 - 11h01min

São Paulo

Licenciamento pensa grande em ano de crise

São Paulo

A estrela do YouTube e do setor de licenciamento no País é uma galinha azul com pintas brancas e que agora se prepara para aterrissar na China. A Bromélia Produções, empresa que nasceu em 2006 para emprestar nome jurídico ao personagem com mais de 2 bilhões de visualizações no YouTube, acaba de finalizar um ambicioso plano de expansão, que além dos Estados Unidos e da América Latina, regiões que já vem sendo trabalhadas há pelo menos dois anos, inclui França, Alemanha, Itália, Japão e o território chinês. A aposta de Juliano Prado e de Marcos Luporini, os pais do personagem para crianças em fase pré-escolar, é de que o sucesso de público e o faturamento exponencial de sua criação com os produtos licenciados no varejo possam se repetir globalmente, tornando a Galinha Pitadinha o primeiro caso de sucesso realmente internacional do Brasil. "No momento, a gente está trabalhando na adaptação do conteúdo para a língua desses países. O conteúdo de nossas músicas para o mandarim, por exemplo, mudou completamente. Vai ficar mesmo, além dos personagens, apenas a mensagem educativa da Galinha", conta o executivo Miguel Moreira, que é gerente-geral da marca para o Brasil e exterior. "Nós faturamos, no ano passado, na ponta do varejo, algo em torno de US$ 300 milhões (R$ 1,128 bilhão no câmbio de ontem). Mas esses números são basicamente do que é vendido aqui no Brasil. Nossa meta é ganhar relevância também no exterior para ampliar esse resultado", afirma. Galinha Pintadinha (ainda sem nome em chinês, mas batizada de La Gallina Pintadita, nos mercados hispânicos, e Lottie Dottie nos EUA) apareceu no ranking do website 'License! Global', especializado no mundo dos licenciamentos, entre as cem marcas mais importantes do ramo, na frente da Ferrari, Volkswagen e da Lamborghini. O primeiro lugar nesse ranking é da Disney, que recentemente emplacou de forma retumbante a dupla Ana e Elsa, personagens centrais da animação Frozen e que contribuíram com os US$ 45 bilhões em royalties no período. É uma cifra astronômica perto de outra dupla de personagens brasileira, os palhaços Patati e Patatá, que na carona de seu retorno à televisão planeja para o próximo ano o lançamento de 25 quiosques para vender produtos da marca em shoppings centers. A operação é toda bancada pelo mágico Rinaldi Farias, que há três décadas criou os personagens voltados para crianças de zero a 4 anos. Ele vai investir entre R$ 350 mil e R$ 450 mil no projeto, que começa agora em dezembro no Shopping Taboão, na região da grande São Paulo, e deve avançar por centros de compra similares. "A gente encara isso como uma estratégia de ampliar a percepção de valor da nossa marca junto ao cliente", afirma Igor Farias, diretor-geral da Rinaldi Produções. Neste ano, os palhaços estrearam na TV fechada, no canal Discovery Kids, da Discovery Comunications, com uma temporada de 28 episódios. Com faturamento de R$ 250 milhões ao ano, considerando o resultado das vendas de seus quase 1,5 mil produtos licenciados no varejo, os quiosques terão entre 12 e 18 metros quadrados, vão contar com um mix de 60 produtos, de canecas a almofadas, e fantasias da marca, movimentando um desembolso médio esperado de R$ 50. "A gente quer trabalhar um ano inteiro com essa operação para, somente depois, pensar em expandir por meio de franquia", conta Farias. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso