X
X

Diário da Região

19/09/2015 - 00h00min

Saldo

Depois de meses em baixa, indústria volta a contratar

Saldo

Johnny Torres Indústria de metais está entre as principais quedas de agosto
Indústria de metais está entre as principais quedas de agosto

Depois de um ano e três meses de resultados negativos na geração de empregos, a indústria da região de Rio Preto finalmente conseguiu um pequeno respiro em agosto, com uma alta de 0,04%, o que deixa o resultado praticamente estável na comparação com julho. No período, a região, que é composta por 102 municípios, gerou aproximadamente 50 novos postos de trabalho com carteira assinada no setor. Das 35 diretorias regionais pesquisadas no Estado de São Paulo, apenas sete não ficaram negativas em agosto.

Esse é o primeiro resultado positivo para um mês de agosto desde 2010, quando o emprego na região subiu 0,88%, e apenas a terceira vez que o mês fecha positivo em dez anos. Os números são da pesquisa mensal de emprego realizada pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp). O índice na regional foi influenciado pelas variações positivas de nove setores entre os 22 analisados pela pesquisa. As maiores altas de agosto foram nos setores de celulose, papel e produtos de papel (5,94%), produtos de borracha e de material plástico (3,53%) e de máquinas e equipamentos (3,39%).

O resultado só não foi melhor devido às variações negativas de setores como impressão e reprodução de gravações (-2,88%), produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos (-0,63%) e móveis (-0,53%). No entanto, os resultados do ano e dos últimos 12 meses ainda são preocupantes. De janeiro a agosto, a região de Rio Preto tem um acumulado de -7,29%, o que representa uma queda de aproximadamente 6.850 postos de trabalho com carteira assinada. Nos últimos 12 meses a situação é ainda pior, com -12,17%, o que significa 12.050 vagas encerradas.

Para Luiz Fernando Lucas, diretor da regional de Rio Preto do Ciesp, comemorar esse resultado seria uma piada, mas é melhor permanecer estável que acrescentar novas demissões para a conta que já está preocupante. “Não agravar a situação já é ótimo”, comenta. A razão para a movimentação no período, segundo Lucas, é a proximidade com o final do ano. “Os meses de agosto, setembro e até outubro costumam ser bons para a indústria. Muitas empresas precisam se abastecer e se preparar para as datas comemorativas, o que aumenta a demanda. Mas não acredito que o resultado de agosto seja uma tendência para os próximos meses.”

 

Arte - Emprego nas Indústrias em Rio preto Clique na imagem para ampliar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

>> Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso