Diário da Região

01/05/2015 - 00h34min

Alento

Comércio de Rio Preto tem leve recuperação nas vendas

Alento

Guilherme Baffi Em março, o melhor desempenho foi de farmácias e perfumarias, com alta de 8,52%
Em março, o melhor desempenho foi de farmácias e perfumarias, com alta de 8,52%

O comércio varejista de Rio Preto apresentou, em março, o primeiro resultado positivo deste ano, o que soa como um alento ao setor. O faturamento das lojas de oito setores registrou alta de 4,46% em relação ao mês de fevereiro. A notícia é positiva, mas indica apenas uma recuperação das perdas dos meses anteriores. Ainda não se trata, de fato, de aumento nas vendas. 

"Esse desempenho significa uma leve recuperação em relação ao que o comércio perdeu, desde o ano passado", explica o coordenador da pesquisa realizada pelo Sindicato do Comércio Varejista de Rio Preto (Sincomercio), Orvásio Tancredi Júnior. Ele se refere aos resultados dos dois primeiros meses do ano. Em fevereiro, a queda havia sido de 0,67% e, em janeiro, de 2,78%. 

Em março, na comparação com março do ano passado, as vendas do comércio varejista tiveram alta de 2,08%. No acumulado do ano - de janeiro a março - o resultado é positivo em 1,19%, de acordo com a pesquisa. "O comércio está começando uma pequena reação, já que os outros meses foram de muita queda", disse.

Setores

Em março, quando comparado ao mês de fevereiro, o melhor desempenho foi de farmácias e perfumarias, com alta de 8,52%; em seguida aparecem os supermercados, com aumento de 8,17% e, na terceira colocação, o setor de autopeças e acessórios, com índice positivo de 5,18%. Todos os setores tiveram alta nessa base de comparação.

Quando a comparação é com o mês de março de 2014, o melhor desempenho ficou com o setor de autopeças, com índice positivo de 16,19%. Em seguida: farmácias e perfumarias (7,76%) e supermercados (5,68%). Na outra ponta, houve queda de 6,14% no faturamento de concessionárias de veículos e de 1,08% no setor de lojas de móveis e decorações. 

"Normalmente, quando a venda das concessionárias cai, aumenta a de autopeças, já que as pessoas optam por fazer a manutenção dos veículos", explica. No acumulado do ano, o melhor desempenho é justamente das lojas de móveis e decorações (7,11%), seguidas pelos supermercados (3,71%) e eletrodomésticos e eletrônicos (3,45%). "A perspectiva é positiva. Esperamos uma recuperação e que as pessoas consigam quitar suas dívidas e que ainda sobre algum dinheiro para o consumo", disse Tancredi Júnior.

 

 


 

>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso