X
X

Diário da Região

08/04/2015 - 14h56min

São Paulo

Bolsas europeias fecham em queda em reação a indicadores fracos na região

São Paulo

As bolsas europeias fecharam majoritariamente em queda nesta quarta-feira, 8, diante de indicadores fracos na região e dos preços baixos de petróleo. A tendência de baixa também foi direcionada pela cautela antes da divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA). No entanto, o recuo foi limitado pelos ganhos no setor de commodities e energia, após acordo bilionário fechado entre Shell e BG, o que levou o índice Stoxx Europe 600 ao nível mais alto em 15 anos. A petroleira Shell anunciou a compra da britânica BG em um negócio que soma cerca de 47 bilhões de libras - aproximadamente US$ 69 bilhões. A operação envolve o pagamento em dinheiro e entrega de ações da companhia anglo-holandesa aos acionistas da BG. A compra, que depende da aprovação das autoridades, foi aprovada pelo conselho de administração das duas petroleiras europeias. Com isso, o índice Stoxx Europe 600 avançou 0,08%, para 404,66 pontos, o patamar mais elevado desde 2000, com ganho de mais de 2% no subíndice de energia. Os papéis da BG avançaram 26,65%, mas os da Shell cederam 8,56% na bolsa de Londres. O índice FTSE 100 perdeu 0,35%, aos 6.937,41 pontos, na capital britânica. Por causa do contágio nos papéis da Galp, que subiram 6,23%, o índice PSI-20, de Lisboa, subiu 1,81%, para 6.203,59 pontos. No cenário macroeconômico, entretanto, o dia contou com informações negativas para a economia da zona do euro. As vendas no varejo do bloco caíram 0,2% em fevereiro, ante janeiro, após avançarem por quatro meses consecutivos. Analistas consultados pela Dow Jones Newswires previam queda menor nas vendas, de 0,1%, no confronto mensal. Na maior economia da região, as encomendas à indústria alemã caíram 0,9% em fevereiro, no cálculo mensal ajustado, contrariando as expectativas, de alta de 1,5%. Em resposta, o índice PCAC-40, de Paris, cedeu 0,28%, aos 5.136,86 pontos, enquanto o DAX, de Frankfurt, recuou 0,72%, para 12.035,86 pontos. Em Madri, a baixa no índice FTSEMib foi de 0,54%, aos 23.578,70 pontos. Os papéis também foram pressionados pela queda nos preços de petróleo, que foi acentuada pelo aumento de estoques da commodity nos EUA. Outro fator para explicar a perda nas bolsas foi a cautela antes da ata do Fed e a temporada de balanços corporativos. O banco central norte-americano divulga hoje os relatos sobre o último encontro e as empresas passam a publicar seus resultados trimestrais nos próximos dias. Em Madri, o índice IBEX-35 teve baixa de 0,64%, aos 11.655,50 pontos.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso