X
X

Diário da Região

09/04/2015 - 14h40min

São Paulo

Bolsas europeias fecham em alta após informações de pagamento da Grécia ao FMI

São Paulo

Informações de que a Grécia teria cumprido o prazo para pagamento ao Fundo Monetário Internacional (FMI) animou o mercado acionário europeu, levando as bolsas a fecharem com altas significativas e o índice Stoxx 600 a renovar sua máxima histórica nesta quinta-feira, 9. O indicador subiu 1,11%, para 409,15 pontos. De acordo com uma fonte do Ministério de Finanças da Grécia, o país efetivou o pagamento da parcela de cerca de 460 milhões de euros, que venceria hoje, ao FMI. A informação, embora ainda não tenha sido confirmada oficialmente, aliviou os temores de calote, já que a Grécia ainda negocia com seus credores internacionais as condições da extensão de seu programa de resgate. Na bolsa de Atenas, o índice Athex subiu 1,06% nesta sessão, fechando aos 776,03. Os principais indicadores de ações das bolsas francesa, alemã e italiana encerraram o dia na máxima. O índice DAX, de Frankfurt, subiu 1,08%, para 12.166,44 pontos, acompanhado pelo CAC-40, de Paris, que teve alta de 1,40%, aos 5.208,95 pontos, e pelo FTSE-MIB, de Milão, que avançou 0,96%, para 23.803,90 pontos. Hoje, porém, o ministro de Finanças da Grécia, Yanis Varoufakis, disse que seu governo não está mais disposto a aceitar qualquer reforma econômica apenas para receber ajuda financeira. Segundo ele, o país precisa ter discussões mais profundas com os seus credores sobre soluções de longo prazo para seus problemas. Enquanto permanecem atentos ao desenrolar das negociações em torno da dívida grega, os investidores ainda acompanham os passos de política monetária na Europa e nos Estados Unidos. Ontem, o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) divulgou a ata de sua última reunião de política monetária, realizada nos dias 17 e 18 de março. Nesta manhã, o Banco da Inglaterra (BoE) decidiu manter sua taxa básica de juros na mínima histórica de 0,5% e o programa de compra de ativos em 375 bilhões de libras (US$ 572,4 bilhões). Na bolsa de Londres, o FTSE-100 subiu 1,12% e fechou aos 7.015,36 pontos. As ações do BG Group e da Royal Dutch Shell, que subiram 0,61% e 1,08% respectivamente, continuaram em destaque, em reação ao anúncio de compra da BG pela Shell feito ontem. O negócio, fechado por quase de US$ 70 bilhões, teve influência também sobre as ações de energia em Lisboa, que puxaram a alta de 1,96% do índice PSI-20, que fechou aos 6.324,88 pontos. Os papéis da Galp subiram 2,89%. Em Madri, o Ibex-35 teve elevação menos intensa, de 0,68%, fechando aos 11.734,60 pontos.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso