X
X

Diário da Região

21/10/2016 - 00h00min

Economize

Alimentação desacelera inflação de Rio Preto

Economize

Isabela Menezes Para economizar, além dos cortes, a dona de casa Arlete Aparecida dos Santos Pupo adotou uma maneira diferente de fazer compras, que é comprar os alimentos de acordo com a necessidade, evitando desperdício.
Para economizar, além dos cortes, a dona de casa Arlete Aparecida dos Santos Pupo adotou uma maneira diferente de fazer compras, que é comprar os alimentos de acordo com a necessidade, evitando desperdício.

Os preços dos alimentos estão começando a dar uma trégua para o consumidor. Depois de meses e meses de altas e algumas reduções tímidas que quase não eram sentidas na hora da compra, o grupo alimentação teve sua maior queda do ano na inflação de Rio Preto em setembro, com queda de 0,675%. Essa também é a maior redução para o mês na história da pesquisa do Índice de Preços ao Consumidor de Rio Preto (IPC-RP), iniciada em 2004.

Entre os dez produtos com as maiores quedas na pesquisa de setembro, sete são do grupo alimentação. O leite pasteurizado saiu na frente, com uma redução de 0,481% no período, seguido pela laranja pêra (-0,199%) e o pão francês (-0,110%). Segundo o economista Bruno Sbrogio, que coordena a pesquisa do IPC-RP, a baixa foi causada por uma série de fatores, como a estabilização dos fatores climáticos e a queda na demanda causada pela perda no poder de compra da população.

"Em crises anteriores, enquanto todos os setores sentiam a dificuldade, os supermercados conseguiam se mantar, afinal, a alimentação é a prioridade. Nesta crise, até os supermercados sofreram. As pessoas fizeram bem sua lição de casa e aprenderam a comprar em momentos de dificuldade, priorizando o essencial, trocando marcas e substituindo produtos caros com correlatos mais baratos. Por exemplo, quando a carne está muito cara, a população passa a consumir mais frango", explica.

No entanto, a redução ainda é pequena levando em conta as altas constantes em meses anteriores. No acumulado de 2016, entre janeiro e setembro, o grupo alimentação está com alta de 0,475%, enquanto a soma dos últimos 12 meses eleva a inflação do grupo para alta de 1,044%. A dona de casa Arlete Aparecida dos Santos Pupo contou que, apesar de ter sentido que alguns produtos ficaram mais baratos nos últimos dias, como é o caso do leite e do feijão, ainda está difícil manter os velhos hábitos. "Mesmo sempre indo ao mercado nos dias oferta, alguns produtos acabaram extintos da minha lista de compras, como a banana e o limão."

Clique AQUI para ver a tabela de preços:

Crediário

Mulheres são as que mais parcelam

Segundo o estudo Perfil de Crediário no Brasil, realizado pela MultiCrédito, entre todos os entrevistados que optaram pelo parcelamento durante os meses de junho, julho e agosto, 74,5% deles eram mulheres. Com o dinheiro escasso para realizar compras à vista, elas lideraram o uso do crediário durante o trimestre, em larga vantagem sobre os homens, que responderam por apenas 24,5% das compras parceladas.

Serviços diversos foi o segmento campeão, responsável por 37,9% das compras. O vestuário aparecem em segundo lugar, com 23,2% das compras parceladas realizadas no País. Em segundo lugar aparece o setor de saúde, com 10,6%, seguindo por móveis, com 6,3%, e calçados, com 4,6% das vendas. A maioria dos entrevistados (21,8%) tem renda média de um a dois salários mínimos.

As principais responsáveis por esses gastos moram em Minas Gerais (24,2%), seguidas pelas consumidoras de São Paulo (23,9%) e Pernambuco (17,4%). Elas são majoritariamente jovens, com idade entre 21 e 30 anos, solteiras e sem filhos (45,1%). Possuem o Segundo Grau completo e trabalham em empresa privada (41,6%).

 

Arte - Carro - 21102016

ACHADO

Feirão de carros zero quilômetro

Nesta sexta-feira, 21, e no sábado, 22, a concessionária Javep, revendedora Chevrolet em Rio Preto, realiza no estacionamento do Riopreto Shopping o Feirão Chevrolet, com 40 veículos zero quilômetro negociados com condições especiais. De acordo com Raquel Fiorino, coordenadora de Marketing da Javep, os carros serão vendidos a preço de fábrica, taxa zero e com o licenciamento pago.

“As notas fiscais, com o valor que a Javep pagou, estarão no para-brisas para quem quiser ver”, afirma. O destaque, segundo ela, é o Onix, que vem na versão 2017 com preços a partir de R$ 37.990,00 (com ar-condicionado, airbag e freios ABS). No local, um avaliador estará disponível para negociar possíveis trocas com usados. O Feirão Chevrolet funcionará das 10h às 22h.?

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso