X
X

Diário da Região

25/08/2015 - 00h00min

Aposentados e pensionista

Adiantamento do 13º deve injetar R$ 84 mi na região

Aposentados e pensionista

Fábio Rodrigues Pozzebom/ ABr / Arquivo Na região, são ao menos 325.763 aposentados, pensionistas e beneficiários
Na região, são ao menos 325.763 aposentados, pensionistas e beneficiários

Ficou para setembro a primeira parte da antecipação do 13º salário para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A primeira parcela, que até no ano passado foi paga integralmente em agosto, será parcelada em duas vezes, com 25% do valor que o beneficiário tem direito a receber creditado em setembro e os 25% restantes em outubro. Os outros 50% entram na folha de pagamento do mês de dezembro.

Na região de Rio Preto, ao menos 325.763 aposentados, pensionistas e beneficiários devem ser contemplados com o adiantamento. O número é referente à última folha de pagamento disponível no INSS, que é de julho. Considerando o valor de benefícios pagos também em julho, o adiantamento do 13º salário deve injetar aproximadamente R$ 84,3 milhões na economia da região em setembro e mais R$ 84,3 milhões em outubro.

O cálculo foi estimado de acordo com o valor total de benefícios pagos em julho. Ao todo, o 13º para aposentados e pensionistas da região deve ultrapassar os R$ 337,3 milhões na região que abrange as agências da Previdência Social de Rio Preto, Barretos, Catanduva, Fernandópolis, General Salgado, Jales, Mirassol, Olímpia, Votuporanga, Nhandeara, Monte Aprazível, Novo Horizonte, Santa Fé do Sul, Guaíra, José Bonifácio e Tanabi.

Com a definição, o governo remediou a decisão tomada no fim da semana passada de não pagar em agosto o adiantamento. Apesar de não ser obrigatória, a antecipação de 50% do valor do 13º tem sido feita desde 2006, após um acordo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com centrais sindicais. “Essa decisão foi acertada. Se eles resolvessem cortar, a situação política do Brasil, que já está ruim, ficaria ainda pior”, afirma o economista Hipólito Martins Filho.

Com o dinheiro ganho, o economista afirma é que preciso agir conscientemente e verificar suas prioridades. “Antes de mais nada, pague as dívidas existentes, principalmente aquelas que possuem os maiores juros. Depois, use para o consumo necessário e, se possível, guarde um pouco”, aconselha Martins Filho.

 

 

 

>> Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso