Diário da Região

    • -
    • máx min
04/02/2015 - 01h42min

Reações Alérgicas

Proteja seu bebê das assaduras

Reações Alérgicas

Stock Images/Divulgação As fraldas podem ser as causadoras das assaduras, mas as grandes vilãs são, na realidade, a umidade e as reações alérgicas
As fraldas podem ser as causadoras das assaduras, mas as grandes vilãs são, na realidade, a umidade e as reações alérgicas

Seu bebê começa a chorar enquanto você o limpa; provavelmente, um dos motivos são as assaduras. Elas são caracterizadas por vermelhidão, descamação, aspecto brilhante e, algumas vezes, por pontinho elevados.


Para os bebês, causam mal-estar e desconforto. Por isso é tão importante ficar atento à higienização da criança. "A assadura, também conhecida como 'dermatite de fralda', surge com frequência em regiões que ficam em contato com as fraldas, tais como a raiz da coxa, as genitálias e as proximidades do abdômen.


E com a chegada do verão os pais precisam ficar mais atentos, uma vez que as altas temperaturas da estação podem contribuir para essa condição adversa", explica a pediatra Wylma Maryko Hossaka, do hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo.


Higienização correta


Na hora de limpar o bebê, principalmente, durante o calor e se estiver em casa, opte por usar água e sabão ao invés do lencinhos umedecidos. Como a pele dos bebês é muito sensível, facilita que a criança tenha assaduras. Para os pais de primeira viagem, um alerta importante, é como limpar o bebê. "Nas meninas, a limpeza deve ser feita sempre da parte da frente para trás e nunca ao contrário.


Nos meninos, caso você não queira levar um jato de xixi, coloquei um paninho em cima do pênis, além de baixar a pele que cobre o prepúcio para limpá-lo bem", orienta a pediatra Danielle Kiertsman Harari. Para o pediatra Ronaldo José de Oliveira Correia as fraldas podem ser as causadoras das assaduras, mas as grandes vilãs são, na realidade, a umidade e as reações alérgicas.


"Existem várias dicas que, seguidas, podem ajudar a evitar as assaduras. Em relação às fraldas, os pais devem trocar o bebê com regularidade, pois elas deixam a região quente e úmida. Também é aconselhável deixar a criança um tempo sem fralda, para deixar o corpo fresquinho. Pomadas contra assaduras em excesso podem surtir o efeito contrário, pois não deixam a pele respirar.


O correto é apenas uma pequena camada. Outra dica é ficar atento à reação da pele com a fralda, pois a assadura pode ser uma reação alérgica ao material. Nesse caso, troque a marca da fralda que usa no bebê", orienta. Para pediatra Wylma Maryko Hossaka uma dica é reforçar a barreira de proteção.


"Comuns no mercado, pomadas à base de óxido de zinco são alternativas eficientes para formar uma barreira que suaviza o atrito entre fraldas e pele. As opções modernas, com óleo de amêndoas, vitamina A e petrolato, garantem hidratação e emoliência. Incluí-las no dia a dia pode ser uma boa pedida", diz.

Stock Images/Divulgação  

Atenção com a alimentação

A estudante Gabriela Silva, 21 anos, foi pega de surpresa quando a filha Ana completou 8 meses e passou a apresentar assaduras. "Sempre fiz a higienização correta, mas quando os sucos e legumes passaram a fazer parte de sua alimentação algumas assaduras sugiram. Só depois que eu soube que alimentos ácidos também podem contribuir.

Hoje, além de ficar atenta à higienização, também cuido da alimentação", diz. O caso de Gabriela não é único. A pediatra Wylma Maryko Hossaka explica que alimentos ácidos como, por exemplo, laranja e tomate, quando consumidos em excesso, podem facilitar o surgimento de dermatites.

Atitudes simples que ajudam a evitar o problema

:: Trocar as fraldas frequentemente
:: Durante o processo da troca de fralda, o ideal é secar bem o bumbum do bebê com uma toalha-fralda, sem esfregar
:: Não deixar as fraldas apertadas demais
:: Deixar o bebê um tempo sem fraldas
:: Lavar bem as mãos após a troca de fraldas. Isso irá prevenir que alguma bactéria ou fungo passe para outras partes do corpo
:: Usar pomadas contra assaduras regularmente se seu bebê sofre com frequência de dermatite de fralda. Contudo, o ideal é consultar o pediatra ou o dermatologista de seu filho para melhor orientação

Fonte: Alessandra Cesário Garcia, especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia

Saiba Mais

Assaduras são inflamações cutâneas comuns em bebês. Os sintomas são ardência, sensação de queimadura, irritação, coceira e dor. As causas mais comuns são:


:: Contato prolongado da pele com urina e ou fezes
:: Fricção causada por fraldas de tamanho inadequado com a pele do bebê
:: Excesso de umidade causado pelo suor nas áreas cobertas pela fralda
:: Alergia (dermatite) de contato pelo plástico da fralda
:: Alergia (dermatite) de contato por substâncias químicas presentes na fralda ou nos produtos de higiene
:: Infecção por fungos, principalmente cândida
:: Infecção por bactérias

Fonte: Lilian Beani, professora adjunta de Pediatria do Departamento de Pediatria e Cirurgia Pediátrica da Famerp






>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso