Diário da Região

01/05/2015 - 00h45min

MEU AMIGO SPIDER

Conheça a incrível coleção de gibis de um grande fã rio-pretense do Homem Aranha

MEU AMIGO SPIDER

Fotos: Sidnei Costa Tenho a segunda edição do Brasil. Dos que entraram em circulação em Rio Preto até hoje só não consegui 50, que são itens antigos e difíceis de se achar. Do restante tenho tudo - Rodrigo Almeida, colecionador de gibis do Homem-Aranha
Tenho a segunda edição do Brasil. Dos que entraram em circulação em Rio Preto até hoje só não consegui 50, que são itens antigos e difíceis de se achar. Do restante tenho tudo - Rodrigo Almeida, colecionador de gibis do Homem-Aranha

No best-seller '50 Tons de Cinza', o jovem empresário Christian Grey abre seu quarto vermelho e revela para Anastasia Steele que tem gostos estranhos. O rio-pretense Rodrigo Almeida, 36 anos, fez o mesmo antes de casar com Aline Fernanda Chiuchi de Almeida, 33, mas com uma grande diferença. Ele não é fã de sadomasoquismo. No lugar de chicotes e algemas, ele mostrou a mulher itens bem menos nocivos: uma rara coleção de gibis do Homem-Aranha. "Sempre brinco com isso. Fiz igual à história do livro, só que com gibis. Virei para ela disse: 'tenho manias estranhas'. Então mostrei meu armário com minha coleção", afirma Rodrigo.

A paixão pelo super-herói começou bem antes do casamento. Aos 12 anos de idade, ele teve seu primeiro contato com o gibi do "aranha". Começou a ler e ficou fascinado com as ilustrações e história. Além disso, foi instigado a continuar lendo porque o final desse primeiro gibi dizia que a história continuava na próxima edição. Por isso, o rio-pretense passou a buscar as novas e as antigas histórias. São 24 anos de coleção e pouco mais de 2 mil exemplares. "Aquilo me deixou curioso. Queria saber o que tinha acontecido antes e depois. Não parei mais", disse.

E quanto mais conhecia a história do super-herói, mais Almeida se identificava com o personagem. O Homem-Aranha ficou conhecido por ser um super-herói humanizado. Peter Parker, diferente de outros da categoria, é um jovem que leva vida praticamente comum e luta para vender suas fotos agindo como herói para um jornal. E o dinheiro ele utiliza para ajudar a tia viúva e idosa para comprar remédios. "O Homem-Aranha é diferente. Um cara que tem de ralar para ganhar o sustento. É um personagem com que todo mundo se identifica, que todo mundo quer ser. Os outros são deuses intocáveis", afirmou o colecionador.

Diferentemente do super-herói, Rodrigo ganha a vida como técnico ótico. Deu um jeito de colocar elementos do personagem no seu dia a dia. A começar pela frase "com grandes poderes vêm grandes responsabilidades", que o colecionador não cansa de repetir. Essa a mais famosa frase de Peter. No trabalho, uma brincadeira também o aproxima do Homem-Aranha. "Sempre que estou em dúvida ou desconfiado de algo brinco que meu sentido aranha avisou para fazer ou não tal coisa", disse. O tal sentido aranha o fez até ficar seis horas na fila de um cinema para assistir à pré-estreia do primeiro filme do personagem. Tudo para não ficar sem um bom lugar. Como bom fã do Homem-Aranha, além dos gibis ele tem todos os filmes, dezenas de cartazes, livros e objetos. Não perde nada do super-herói.

Zelo

Se a paixão pelo personagem da Marvel o fez até ficar seis horas na fila do cinema, imagina o cuidado que ele tem com os gibis. Os exemplares são lacrados em plástico e guardados em caixas de papelão também revestidas de plástico. Tudo para que não estrague. "Tenho a segunda edição do Brasil. Dos que entraram em circulação em Rio Preto até hoje só não tenho 50, que são itens antigos e difíceis de se achar. Do restante tenho tudo. Não é uma coleção muito valiosa financeiramente, mas o valor sentimental é inestimável", afirmou.

Nome do filho foi homenagem

No quarto do filho de Rodrigo Almeida, a imagem do Homem-Aranha está por toda parte. No edredom, tapete, brinquedos. Para ser um super-herói só faltam superpoderes, porque até nome de personagem ele tem. O menino chama Miguel, uma homenagem a Miguel O'Hara, nome do Spider-Man 2099, versão futurista criada pela Marvel em 1992. Miguel gosta do nome e acompanha o pai na paixão pelo personagem. O boneco predileto do menino é justamente o futurista Spider-Man 2099. "Deixa eu brincar com ele um pouco, pai, só hoje", disse garoto ao pai enquanto a reportagem estava no local.

De acordo com Almeida, o filho sabe que o nome dele foi inspirado no personagem e gosta disso, mas mesmo assim ele diz que não deixa o menino brincar com o boneco para não estragar. "Ele acha o máximo ter esse nome. Mas não deixo ele brincar muito com esse boneco porque é raro, pode quebrar", afirmou Almeida.

O Spider-Man 2099 não é de uso de Miguel, mas não faltam opções para ele ficar perto do Homem-Aranha dentro de casa. Ele tem diversos bonecos, adesivos e desenhos espalhados pelo quarto. O menino ainda pode comandar o personagem no videogame. "O jogo de videogame não podia faltar. Tudo que tem o Homem-Aranha dou um jeito de comprar", afirmou o técnico ótico.

 

Rodrigo Almeida - coleção de gibis do Homem-Aranha Clique na imagem para ampliar

 

 

 

 

 

 

 

 


 

>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso