X

Diário da Região

01/05/2015 - 10h57min

Para quem tem fé

Católicos vão às igrejas benzer carteira de trabalho

Para quem tem fé

Johnny Torres Católicos levam carteiras de trabalho para padre benzer em missa no Solo Sagrado. Foto: Johnny Torres
Católicos levam carteiras de trabalho para padre benzer em missa no Solo Sagrado. Foto: Johnny Torres
Católicos preocupados com a onda de desemprego estão apelando a ão José Operário, padroeiro dos trabalhadores, e outros santos neste Dia do Trabalho. Em Rio Preto, estão sendo celebradas missas especiais em todas as paróquias. 
 
Na Igreja do Divino Espirito Santo, no Solo Sagrado, dezenas de católicos foram bem cedo, para participar da missa e tradicional benção das carteiras de trabalho.
 
Celebrante da missa, o padre Natalício Nascimento dos Santos diz que, antes da celebração, ele foi procurado por três pessoas que perderam o emprego esta semana na construção civil.
 
"As pessoas chegam sem esperança e desanimadas. Eu peço que rezem para que a situação mude. E quem está empregado, eu aconselho que agarrem com todas as forças o serviço e deem o melhor de sim para não serem demitidos. Porque a crise está muito feia", afirme o sacerdote.
 
As carteiras de trabalho foram mantida no altar, durante toda a celebração. Ao final da missa, o padre Natalício pediu que as pessoas pegassem os documentos para que ele jogasse água benta e abençoá-las.
 
"Trouxe as carteiras de trabalho do meu marido e dos meus filhos. Todos os anos venho à missa de São José Operário e, graças a Deus, ninguém está desempregado lá em casa. Mesmo com essa crise", diz a dona de casa Vilma de Carvalho Aramega, 56 anos, moradora do Solo Sagrado.
 
Recém-contratada para trabalhar numa rede de lanchonete, a adolescente Janete Domingos dos Reis, 16 anos, foi à missa agradecer pela conquista do primeiro emprego e rezar pela mãe que está desempregada.
 
"Lá em casa minha mãe está sem serviço e não consegue arrumar trabalho em lugar nenhum", lamentou a jovem.
 
A auxiliar de escritório Isabel Arnoni, 49 anos, ficou chateada por ter esquecido a carteira de trabalho, mas vai tentar consertar a situação na segunda-feira.
"Vou trazer a carteira na casa paroquial e pedir para o padre benzê-la, porque não posso ficar sem emprego.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso