Grupo Diário da Região   | quinta-feira, 11 de fevereiro
IMG-LOGO
Home Saúde e Beleza

Mudança de visual e o efeito na autoestima

Jessica Reis - 06/02/2021 00:00

No dicionário autoestima está descrita como: sentimento de satisfação e contentamento pessoal que experimenta o indivíduo que conhece suas reais qualidades, habilidades e potencialidades positivas e que, portanto, está consciente de seu valor, sente-se seguro com seu modo de ser e confiante em seu desempenho.

A psicóloga cognitivo-comportamental Mara Lúcia Madureira, explica que a autoestima é um sentimento aprendido e desenvolvido ao longo da vida, por meio da valorização e reconhecimento social, especialmente dos pais, da família e dos professores. Uma pessoa passa a desenvolver e aprimorar a autoestima quando aprende a se reconhecer como sujeito vulnerável, passível de erros e acertos, quando se gratifica com suas conquistas e assimila bem as perdas, não apenas por sua aparência ou seus comportamentos.

Você já foi a um salão de beleza e saiu de lá se sentindo bem, bonita, com a autoestima elevada? Um novo corte de cabelo, uma nova cor, uma repaginada no visual pode ajudar a elevar a autoestima. Isso porque, segundo a psicóloga, cuidar da aparência é sempre um comportamento associado à autoestima. "Para pessoas com ótima autoestima, os cuidados pessoais são manifestações de amor próprio, respeito consigo mesma e com as outras pessoas. Pessoas com baixa autoestima podem se tornar desleixadas ou desenvolver obsessões por uma imagem perfeita, compulsão por cosméticos, vestuário, academias e cirurgias plásticas - um modo ilusório de buscar aceitação e reconhecimento público e momentâneos. Uma boa autoestima está associada à possibilidade de a pessoa sentir-se livre, confiante, amada, capaz de tomar iniciativas, ser criativa, ousar e aceitar as próprias falhas ou imperfeições como parte normal saudável da experiência humana", explica.

Mas e o que dizem os profissionais da beleza sobre essa responsabilidade de transformar o visual e ainda provocar um efeito positivo na autoestima, especialmente nas mulheres? "A beleza faz parte da minha vida e trabalhar com autoestima foi o que eu sempre procurei, sigo como base de trabalho fazer para o próximo o que eu gostaria que fizesse para mim. É uma forma de tocar o coração, trazer felicidade, prazer e ver o olho brilhar por se sentir especial, por estar bonita, não tem preço", revela o cabeleireiro Arnaldo Romano.

Para o cabeleireiro Silvio Amaral, trabalhar com beleza é transformador. "A beleza é algo que mexe muito com as pessoas. Através de um corte, de uma cor, a gente consegue realçar pontos maravilhosos que as pessoas já têm no rosto através do visagismo, através de uma análise de cor. Então, trabalhar com beleza para mim é como respirar, é algo que me completa. E ver elas felizes é algo que não tem preço, quando você termina um cabelo e a cliente olha no espelho e você vê que aquele brilho no olhar, isso é algo que faz eu querer cada dia mais melhorar, aprender, respeitar e amar muito essa profissão."

 

Editorias:
Saúde e Beleza
Compartilhe: