IMG-LOGO
Home Cultura

Gusttavo Lima: o embaixador da música sertaneja

Jessica Reis - 01/05/2021 00:20

Ele domina as rádios brasileiras (superou a marca de 4 milhões de execuções) e plataformas de streaming como Spotify, em que foi um dos artistas mais tocados em 2020. Gusttavo Lima é cantor, compositor, instrumentista e uma máquina de produzir sucessos como Balada (Tchê Tchê Rere), Homem de Família, Zé da Recaída, Saudade Sua e Café e Amor, uma das mais recentes.

O nome de batismo é Nivaldo Batista Lima, tem 31 anos, nasceu em Presidente Olegário/MG, teve infância humilde e se destacou no cenário musical brasileiro aos 18 anos. Hoje, com apenas 11 anos de carreira, o "embaixador", título que recebeu na Festa do Peão de Barretos, uma das maiores e mais importantes do Brasil, coleciona mais de 150 composições originais. Aliás, Gusttavo já foi convocado para ser o embaixador da 65ª edição da Festa do Peão de Barretos.

A pandemia impediu os shows, mas o cantor continua ativo nas redes sociais, onde acumula números expressivos: são mais de 37 milhões de seguidores no Instagram, 16,5 milhões de inscritos em seu canal oficial do Youtube e mais de 8 bilhões de visualizações, mais de 13,6 milhões de seguidores no Twitter, além de ter ultrapassado 14,3 milhões de curtidas em sua página no Facebook.

A distância dos palcos fez o artista se reinventar. Em março do ano passado, com a realização de sua primeira live show, bateu o recorde internacional de visualizações, até então pertencente à Beyoncé, e foi considerada um marco, elevando a qualidade das lives nacionais. Outro destaque é o trabalho social realizado com as transmissões, em que Gusttavo arrecada doações que são destinadas para comunidades, hospitais e instituições de caridade em todo o País.

Durante a pandemia, Gusttavo também se dedicou ao DVD "O Embaixador The Legacy", gravado em julho, no Villa Cavalacare, em Goiânia. O cenário foi inspirado na série Game Of Thrones. O trabalho foi o start para a divulgação do single "De Menina pra Mulher" e do "The Legacy - Game", seu primeiro jogo virtual em 3D. Ele recebeu ainda uma condecoração na Embaixada da República Dominicana pelas relevantes contribuições à difusão, no Brasil e no exterior, da bachata - ritmo dominicano que é declarado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO e que está presente em suas músicas.

Em 2020, Gusttavo Lima foi pelo terceiro ano o artista mais tocado nas emissoras do País e voltou a figurar no Social 50 da Billboard, que classifica a popularidade dos artistas musicais nas redes sociais mais importantes do mundo. Ele esteve à frente de nomes como Cardi B, Miley Cyrus, Nicki Minaj, Lady Gaga, Shawn Mendes e Taylor Swift. Eleito o "Cantor do Ano" pelo Prêmio Multishow 2020 e "Melhor Cantor do Ano" na votação do Prêmio Contigo; levou também o troféu "Melhor do Brasil em Canais de Música" do Prêmio iBest e conquistou o Prêmio Tá Estourado 2020 na categoria "Preferido da Galera".

Pai de Gabriel, 3, e Samuel, 2, Gusttavo Lima bateu um papo com a revista Vida&Arte sobre o início de sua carreira e os projetos para este ano.

V&A - Como foi o início de sua carreira? O que mais te marcou, quais foram os desafios?

Gusttavo Lima - O começo foi difícil, assim como é para a maioria das pessoas que decidem viver de música. Saí de casa muito novo para ir atrás desse sonho. Na verdade, fugi de casa para acompanhar meus irmãos mais velhos, o William e o Marcelo, que já cantavam. Os desafios foram inúmeros... Cheguei, por exemplo, a dormir no chão de uma rodoviária em Brasília por três dias, mas, graças a Deus, olho para lembranças como essa e tenho orgulho das dificuldades que passei, pois tudo isso me ajudou a conquistar um espaço e chegar até aqui.

V&A - Você sempre quis seguir na música, mais especificamente no sertanejo?

Gusttavo Lima - Sempre! Desde criança, tinha certeza de que o que eu queria fazer era música. Não me vejo fazendo outra coisa. E a opção pelo sertanejo aconteceu de forma natural, pois é o ritmo que cresci escutando.

V&A - Você faz parte de um movimento que repaginou a música sertaneja. Você acha que esse estilo veio para ficar?

Gusttavo Lima - A música sertaneja é um dos estilos que melhor representa o nosso País, que tem suas raízes vindas do campo. Não acho que é um estilo que veio pra ficar não, porque o sertanejo sempre foi uma realidade. É um segmento que atravessa gerações e que de tempos em tempos se renova, revela novos talentos. O sertanejo faz parte da cultura do povo brasileiro.

V&A - As letras desse novo sertanejo estão muito ligadas a comportamentos e emoções atuais: romances, bebidas, traições, amores não correspondidos... Isso faz com que o público se identifique e goste tanto?

Gusttavo Lima - Se você pegar todos esses elementos, todos eles têm algo em comum: o amor. O sertanejo, além das letras que falam da vida do homem no campo, é um estilo musical que fala muito sobre esse sentimento, sobre as paixões (e da falta dela, risos)... É algo que não tem como as pessoas não se identificarem, afinal, quem é que não ama ou não sofre por amor, não é mesmo?

V&A - Você começou muito jovem na carreira musical, o que mudou desde o primeiro hit de sucesso? Você imaginava que um dia faria tanto sucesso e seria referência na música?

Gusttavo Lima - Nosso primeiro sucesso foi "O Inventor dos Amores", que me acompanha desde a época do CD amarelinho, que gravei de forma totalmente independente. Esse hit, inclusive, deu nome para o primeiro DVD de 2010 que marcou o início do meu trabalho nessa fase mais profissional. De lá pra cá, mudou praticamente tudo, menos o cara que carrego aqui dentro de mim, pois, jamais vou esquecer minha origem. Sempre sonhei em trabalhar com música, me dediquei muito para alcançar um espaço e se hoje tenho a alegria de poder ter esse trabalho reconhecido, devo tudo a Deus, primeiramente, e a galera que me acompanha e incentiva. Vocês são os maiores responsáveis por cada conquista da minha trajetória.

V&A - É de Goiás que sai grande parte dos sucessos sertanejos. Como é para você fazer parte desse sucesso, foi lá que você teve oportunidade no mundo da música?
Gusttavo Lima - Goiás tem uma tradição bem forte no sertanejo. Não é à toa que Goiânia é considerada a capital da música sertaneja, porque realmente é um celeiro de talentos. Fui abraçado por esse Estado de uma forma tão intensa e generosa que me considero uma pessoa abençoada por tudo o que vivi e vivo aqui, tanto, que é em Goiás que moro. Aqui é o meu lar, é onde decidi criar meus filhos. Tenho uma gratidão enorme por Goiás.

V&A - Como é para você ser o 'Embaixador do Rodeio de Barretos', principal festa do peão aqui do interior de São Paulo? O que esse título significa na sua vida e na sua carreira?
Gusttavo Lima - Com toda certeza, é motivo de bastante orgulho. Sou extremamente grato a Barretos por todas as oportunidades que essa festa tem me proporcionado ao longo da minha vida. Pra mim, o significado desse título é inexplicável e eu só tenho mesmo a agradecer a toda equipe dos Independentes por essa honra que é carregar o nome e a bandeira da Festa de Barretos.

V&A - Quais são as suas influências musicais? O que gosta de ouvir?
Gusttavo Lima - Gosto bastante do sertanejo tradicional, das duplas da década de 1990, que foram os artistas que eu cresci ouvindo e de uns tempos pra cá tenho curtido também muita música latino-americana, sobretudo a bachata, que é um ritmo que tem inspirado o meu trabalho.

V&A - Como é o Gusttavo longe dos palcos, no dia a dia, o que gosta de fazer?
Gusttavo Lima - Longe dos palcos, acredito que sou cara normal pra minha idade. Gosto de ficar com meus filhos que estão numa fase muito legal, de malhar, jogar uma bola (quando dá) assistir filmes, séries, essas coisas...

V&A - O que está preparando para 2021 quando os shows com público forem liberados novamente? Tem projetos novos vindo por aí?
Gusttavo Lima - Estou morrendo de vontade de voltar aos palcos e esse é o principal plano para quando tudo estiver liberado. Com relação a projetos, acabamos de lançar o novo DVD "O Embaixador The Legacy" e a ideia é seguir trabalhando muito essa divulgação. Temos o lançamento dos clipes que estão entrando no ar e, paralelamente a isso, temos algumas coisas em andamento no nosso escritório, Balada Music. Convido a todos para que continuem acompanhando as nossas redes sociais, porque temos sempre novidades chegando.

 

Editorias:
Cultura
Compartilhe: