SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 26 DE SETEMBRO DE 2021
Especial

Plantas renovam os ambientes e proporcionam sensação de bem-estar

Jéssica ReisPublicado em 04/09/2021 às 12:12Atualizado há 04/09/2021 às 12:28

As flores têm o poder de deixar qualquer ambiente mais alegre e durante a pandemia, com o isolamento social, as pessoas se aproximaram ainda mais das plantas, levando um pouco do contato com a natureza para dentro de suas casas.

Os chamados pais e mães de plantas descobriram nesses seres vivos uma forma de distração e bem-estar. Segundo um estudo realizado pelo Pinterest, os brasileiros gostam de ter momentos de lazer contemplando a natureza. A pesquisa analisou tendências de buscas da plataforma entre 2019 e 2020, a jardinagem foi uma das atividades mais procuradas.

As plantas cumprem um importante papel na decoração de ambientes. “Existem flores e folhagens para diversos ambientes, sem dúvida. Para mantê-las felizes, é preciso um pouco de pesquisa antes da compra, mas esse trabalho extra vale a pena pela alegria que elas trazem aos espaços”, aconselha Clóvis Souza, fundador da Giuliana Flores. Além disso, elas têm proporcionado momentos de bem-estar para quem cuida, planta, replanta, rega. São pequenas tarefas diárias que colocam as pessoas em contato direto com a natureza.

Neste ano algumas plantas se destacaram na decoração de interiores, especialmente as folhagens. Como muitas pessoas não têm luz solar direta em seus apartamentos, as folhagens de sombra e meia-sombra costumam ser uma boa pedida. Entre elas encontramos marantas, monsteras (a família da costela-de-adão), jiboia, filodendros, alguns tipos de palmeira. Mas se engana quem pensa que não existem flores que preferem apenas a claridade, sem sol direto. Nesse time estão: violetas, begônias, orquídea borboleta, lírios-da-paz e antúrios.

Mais do que seguir tendência, quem quer entender melhor esse mundo das flores deve escolher espécimes mais fáceis, que precisam de pouca manutenção, e ir aumentando o desafio à medida que ganham experiência.

Dicas para multiplicar suas plantas

Gabriela Heringer, do Studio Lily, ensina segredos para criar um verdadeiro 'bercário' de plantas

Gabriela Heringer, do Studio Lily, ensina segredos para criar um verdadeiro 'bercário' de plantas

Propagar na terra: Primeiro sinta a muda na terra, puxe levemente e, se ela sair, não há necessidade de cortar com faca ou tesoura. Se a mudinha estiver bem presa ao caule principal é só cortar com delicadeza. Depois de retirada, é a vez de colocar a canela na raiz para impedir a entrada de fungos. Em um vaso com terra faça um buraco do tamanho da muda, coloque dentro, cubra a entrada com terra bem apertada e regue. É importante regar toda vez que plantar até a água escorrer embaixo. Pronto! A partir daí é só manter a planta nas condições necessárias, com regas e adubagem regulares – de acordo com cada espécie.

 

Propagar na água: Após fazer o primeiro passo de retirar a muda da planta mãe é necessário lavar bem para retirar toda terra. Coloque a planta em um recipiente com água e faça trocas semanais. Assim, com o passar do tempo, ela vai criar raízes e poderá ser plantada em um vaso. “Na água a raiz sai mais rápido, mas demora um pouco para sair as folhas porque não tem muitos nutrientes. Por isso é indicado, normalmente, esperar enraizar na água e depois passar para a terra, para então a planta se desenvolver”, diz Heringer. Outro segredo, colocar um pouco de mel na água nas primeiras semanas e trocar o líquido a cada dois dias. Assim, o processo será acelerado o processo de enraizar.

Planta do momento

A begônia maculata tem folhas verdes alongadas cheias de charmosas bolinhas brancas e com a parte de trás avermelhada. Vaso do Studio Lily

Ela tem estampa de bolinhas e, atualmente, é uma das queridinhas dos amantes de paisagismo. A begônia maculata tem folhas verdes alongadas cheias de charmosas bolinhas brancas e com a parte de trás avermelhada. Nativa da Mata Atlântica brasileira, ela foi catalogada pela primeira vez nos anos 1800 e está entre as begônias que mais chamam atenção – no total existem 1500 espécies catalogadas. Associadas à felicidade, delicadeza, amor verdadeiro e fertilidade, as begônias são bem sensíveis e precisam de alguns cuidados especiais.

“Elas sentem até quando são transportadas de um local para outro, como da loja para a casa. Por isso é preciso sempre ficar de olho para causar o mínimo de desconforto”, explica Gabriela Heringer, sócia e diretora criativa do ateliê de cerâmicas e curadorias de plantas ornamentais, Studio Lily. Para demonstrar que não está gostando de algo, a begônia fica com as folhas murchas, como se estivesse ‘desmaiada’.

A maculata não gosta de muito frio, mas também não aceita muito calor. Por isso, é recomendado deixar exposta apenas no sol da manhã e depois em um ambiente claro, mas com sol indireto. Ela também reage ‘desmaiando’ quando as regas não são adequadas, ou muita ou pouca. Para saber se é o momento certo de regar, basta colocar o dedo na terra do vaso. Isso porque, frequentemente, a terra fica úmida em cima, mas já está seca embaixo. Esse é o momento ideal para regar. Se toda a terra estiver molhada, é importante aguardar dois ou três dias para então colocar água.

Plantas naturais preservadas

Neste projeto da arquiteta Marina Salomão, responsável pelo Studio MAC, a varanda gourmet integrada à sala de estar conta com um jardim vertical elaborado com plantas preservadas. A escolha facilita a vida dos moradores, ao mesmo tempo que os permitem estar conectados aos elementos naturais

Nem sempre a vida dos moradores permite que o estilo urban jungle seja vivenciado em sua plenitude, uma vez que nem todos contam com tempo, espaço e as condições adequadas para oferecer os cuidados que cada espécie demanda.

É por isso que, para esses casos, existem as plantas naturais preservadas. “Cada planta é tratada com todo cuidado para manter o aspecto, forma, textura e a cor original. Passam por um processo químico de preservação e estabilização para que fiquem idênticas as espécies naturais”, explica a arquiteta Marina Salomão, do Studio Mac.

Os pedidos para ter um cantinho com natureza dentro de casa vêm se tornando cada vez mais frequentes e, para Marina, este tipo de planta facilita muito, principalmente em apartamentos. “Ter verde em casa é vida, acho essencial”, completa.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por