IMG-LOGO
Home Casa

Peças de design dão toque especial na decoração

Jessica Reis - 01/05/2021 00:16

Nada como uma obra de arte para dar um toque de glamour à decoração. Elas têm o poder de transformar um espaço sem vida em algo sofisticado. Quadros, esculturas e vasos são algumas das peças que podem valorizar a decoração da sua casa.

Em Rio Preto, há artistas que produzem peças únicas, repletas de significado. A Vida&Arte bateu um papo com alguns deles. Beto Carrazone, Thadeu Guerra, Fernando Silvério e Tida Ricco falam sobre arte e como suas obras podem ser usadas na decoração de diferentes ambientes.

 

Beto Carrazone, artista plástico

O artista plástico Beto Carrazone diz que o motivo de sua volta para Rio Preto, há alguns anos, foi justamente por causa da arte. "Depois de morar e trabalhar em grandes centros, expor, estudar e viajar, encontrei essa cidade como melhor lugar para um artista plástico morar e trabalhar. Nesse momento em que o mundo vive conectado, podemos escolher onde morar bem e para mim esse lugar é em Rio Preto onde nasci. Arte é tudo aquilo que melhora a sociedade humana. A arte como expressão do ser humano está em toda parte, na arquitetura, na decoração e no design trazendo beleza, equilíbrio, tornando a vida melhor. Nesse aspecto mais amplo é que tenho vivido os melhores encontros aqui na cidade, colaborando com os projetos de decoração de alto nível e os parceiros da área de decoração e arquitetura de interiores", afirma.

Carrazone se considera um artista plural. Em 30 anos de trabalho foram inúmeras exposições e intervenções. "Produzo telas, esculturas em metal, em resina e madeira, desenhos sobre papel, ilustrações e cenários, enfim, procuro me expressar de diversas formas e suportes, e isso me estimula sempre a buscar novos desafios. Tenho atualmente uma galeria em Rio Preto onde exponho um pouco de tudo isso, e que me faz também desenvolver um trabalho paralelo como empresário, representando e comercializando obras de outros artistas", diz.

O artista afirma que obras de arte são fundamentais para compor um bom projeto de decoração. "Esculturas, telas, desenhos, e determinadas intervenções artísticas fazem toda diferença na composição dos ambientes. Aliados à decoração, as obras de arte valorizam os espaços bem como trazem personalidade e originalidade aos projetos dos profissionais da área. Telas que podem compor melhor os ambientes, esculturas de parede, de mesa, desenhos, enfim, se tornam acessórios imprescindíveis para uma decoração original e com personalidade. Tenho produzido esculturas em metal com formas orgânicas e com cores vibrantes, bem como desenhos em nanquim e telas em grandes dimensões que têm sido muito utilizados nos projetos."

Fernando Silvério, artista plástico

"Minha arte reflete a minha verdade e desnudam a minha alma, pois quando olho para a madeira descartada no chão consigo sentir, enxergar e buscar a sua mais profunda essência para trazê-la novamente à vida, refazendo a mim mesmo, à natureza e renascendo em cada obra", afirma o artista plástico Fernando Silvério.

Ele define sua arte como uma profunda ligação com a terra, com o planeta e a vida. "Construindo ressignificações do que é descartado, crio obras fortes e exclusivas, num conceito telúrico de profunda reconexão da terra com o alto e de mim mesmo com a natureza e toda a riqueza que ela nos traz", completa.

Segundo o artista plástico, a ideia principal de suas obras é investir em equilíbrio e sustentabilidade. "Esta ideia vem se tornando cada vez mais necessária e urgente. Hoje, muitos arquitetos e decoradores já vêm adotando diversas práticas e opções para preservar a natureza e, com obras que visem trazer beleza e reduzir os impactos ambientais. A decoração sustentável faz parte de um estilo de vida que visa trazer mais qualidade para todos por meio de ações que protegem o planeta e as gerações futuras. Sendo assim, além das ideias criativas de reciclagem e reaproveitamento de materiais, a decoração sustentável também engloba a conscientização, o consumo racional dos recursos naturais, substituição de materiais poluentes por materiais ecológicos e demais ações sustentáveis.

Com criatividade, simplicidade e boas ideias, é possível garantir muita beleza, estilo, sofisticação e conforto para a sua casa, sem prejudicar o meio ambiente", explica Silvério.

Tida Ricco, artista plástica

"A arte para mim vai muito além do conhecimento de técnicas, da 'obrigação' de ter uma produção constante, de seguir regras. Arte para mim é uma busca incansável, prazerosa, alucinante de como expressar minha imaginação e emoção. A inspiração vem de tudo o que vejo, sinto, observo. Flui naturalmente se me permito ficar tranquila, só sentindo o que está emergindo. A arte me ajuda a descobrir a beleza, a simplicidade e a riqueza de detalhes do mundo, que, muitas vezes passam despercebidos na correria em que vivemos. A arte para mim é liberdade", afirma a artista plástica Tida Ricco.

Ela diz que sua arte reflete 25 anos de busca, de trabalho árduo, dedicação, de experimentações, de altos e baixos, de tristezas, alegrias, descobertas, frustrações, êxtase, enfim do viver como mulher e artista.

Sobre como usar sua arte na decoração, Tida afirma: "Penso que, quando alguém adquire uma obra de arte, independente de como e onde pretende instalar, sua escolha revela, sobretudo, sua emoção e sentimento diante daquela obra e, a intuição de que acrescentará personalidade, beleza e emoção à sua casa, seu lar, sua vida".

Thadeu Guerra, ceramista

O dentista Thadeu Guerra mergulhou no universo das artes há mais ou menos 12 anos. Sua profissão, que também é uma arte, despertou o interesse por outro tipo de arte, a cerâmica. "Quando eu me deparei com a cerâmica, eu falei é aqui que eu vou conseguir colocar para fora as minhas aspirações, emoções", revela.

De lá para cá foram muitas exposições em Rio Preto e até São Paulo. "Há um ano quando começou a pandemia e a gente teve a quarentena, eu fiz uma série toda na cor da argila, que é a cor branca, um branco fosco. As 'obras de quarentena' são peças com formato orgânico e elas são amassadas depois", explica.

Thadeu que dividia seu tempo entre a arte e o consultório, se aposentou durante a quarentena e, agora, se dedica exclusivamente à sua arte. "Eu resolvi me aposentar e me dedicar somente às minhas obras de cerâmica. Foi um momento de transição, mas para mim foi muito prazeroso. Eu pude começar a produzir mais", diz.

Segundo o ceramista, as pessoas buscam suas obras para a decoração de sala, quarto, as vezes, até banheiro. "Eu faço um pouco de tudo. Tenho quadros, objetos para colocar em cima da mesa, instalações. Eu faço peças decorativas, faço também peças utilitárias."

Editorias:
Casa
Compartilhe: