Grupo Diário da Região   | sexta-feira, 19 de fevereiro
IMG-LOGO
Home Casa

Nada de branco, aposte em cores para sua cozinha

Jessica Reis - 06/02/2021 00:20

Não é novidade que há algum tempo as cozinhas caíram no gosto das pessoas por ser um ambiente onde é possível confraternizar e, claro, cozinhar. Com a popularização de programas e realities de culinária, o espaço ganhou ainda mais importância. E se antes, a cozinha era totalmente branca, desde os revestimentos até os armários, hoje elas ganharam cor.

O branco sempre foi associado à limpeza e, por isso, usado em ambiente de refeições, mas as tendências agora apontam uma mudança. Segundo a arquiteta Jackeline Pacco, de Rio Preto, a limpeza é importante, mas as pessoas entenderam que o ambiente não precisa ser branco para isso. "Eu particularmente adoro ousar nas cores, gosto mesmo da cor amadeirado misturado com azul, ou verde e cinza. No momento são essas as minhas preferências", revela.

A arquiteta diz ainda que as cozinhas hoje estão coloridas e integradas. Deixaram de ser básicas para ser a atração da casa. "Quando as cozinhas invadiram a sala, a partir daí as cores começaram a mudar, pois elas precisavam ficar mais atraentes, fazendo parte do contexto da casa. Ousadia está em alta", afirma.

Para o arquiteto Roberto Magalhães, de Rio Preto, o uso da cor na cozinha é um recurso fantástico, pois proporciona mais alegria e possibilita essa interação com a área social da casa, deixa tudo mais jovem e dinâmico. "A combinação de cor é sempre bem-vinda. Ela deve ser feita a partir da harmonia entre as cores complementares e requer um pouco mais de cuidado", ensina.

Em 2021 a tendência continua com os tons terrosos, como terracota, laranja, além do azul, que segundo Magalhães, é um tom mais fechado, como o azul Bic e até um azul-marinho. "Uma outra tendência que eu vejo também em relação aos materiais da cozinha são os acabamentos em cobre, antes geralmente usava só o cromado, mas agora o cobre está em alta."

Cores e revestimentos

A arquiteta Nicole Bindella, diz que atualmente os projetos de interiores não têm mais regras de certo ou errado na combinação de cores. "Existe uma gama muito grande de opções de acabamentos de armários, desde os revestimentos laminados à pintura, no entanto, para escolha de cores mais escuras ou intensas é necessário equilibrar com outros acabamentos mais claros, nestes casos, é sempre recomendado fazer o projeto do ambiente, pois ele proporcionará uma visão mais próxima do resultado final, sendo possível testar os acabamentos até chegar ao resultado desejado", explica.

A arquiteta afirma que a escolha das cores de revestimentos e armários na cozinha é fruto da concepção do projeto que leva em conta o estilo e preferências de cada cliente. "As cores são percebidas de forma diferente por cada indivíduo e são capazes de influenciar as emoções. Por meio da harmonização dessas escolhas é possível potencializar essas sensações."

Para escolher os revestimentos quando os armários têm cor mais forte, Nicole recomenda primeiro observar a iluminação natural do ambiente. Se a cozinha tiver boa iluminação, é possível utilizar revestimentos de tons médios ou até cores mais vibrantes, se não for o caso, aposte no contraste com revestimentos de tons claros. "É importante não esquecer que cores escuras tendem a dar a impressão de que ambientes pequenos são ainda menores, se sua cozinha for pequena utilize menos elementos decorativos. Ouse na iluminação e para as áreas de preparo e refeições, você pode criar pontos de iluminação com foco de luz direcionada, dessa forma, além de ter um ambiente bem iluminado, você ainda acrescenta a ele um charme todo especial", ensina a arquiteta.

 

Editorias:
Casa
Compartilhe: