Praga para os amantes de arte

EUROPA

Praga para os amantes de arte

Guia 'Kurátor' mostra como descobrir os tesouros da cidade de 100 torres


A biblioteca Clementinum é uma das mais bonitas do mundo
A biblioteca Clementinum é uma das mais bonitas do mundo - Pixabay/Divulgação

Praga, capital da República Tcheca, é uma das cidades mais visitada da Europa. O local, que é berço de Carlos 4º, o imperador cujas obras como a Ponte Carlos e o Castelo de Praga, formam o centro histórico protegido pela Unesco, é cheio de história. O destino, que é uma das metrópoles mais encantadoras do Leste Europeu, tem crescido na preferência dos brasileiros. Entre os atrativos, a mistura da riqueza cultural e as belezas arquitetônicas, rendem muitos cliques.

A cidade vibrante pode ser conhecida por meio do "Kurátor", novo guia que apresenta lugares interessantes e menos conhecidos que estão fora das rotas turísticas habituais. Na obra, é possível conhecer muito além do Castelo de Praga, sede do Presidente da República Tcheca, formado por várias torres, igrejas, museus e jardins, a ponte de Carlos, que é um dos pontos mais visitados da cidade, e o Relógio Astronômico, localizado na antiga Câmara Municipal, está entre os locais mais populares.

O objetivo do "Kurátor" é fazer com que o turista visite as melhores galerias, espaços contemporâneos, pinturas e esculturas, cafés de arte e arte de rua de Praga. O guia foi criado pelos historiadores da arte Ján Gajduek, Valérie Dvoáková e tpánka Veselská. Em entrevista a uma rádio, Valérie afirmou que a obra surgiu após um questionamento do colecionador de arte Oldich Uttendorfský: por que Praga não tinha algo como um guia Michelin, mas dedicado às galerias?

No início, o trio pensou que realmente seria algo como um guia Michelin, ou seja, uma lista de galerias. "Mas fomos acrescentando cada vez mais capítulos e acabamos tendo não só galerias e instituições públicas, mas também entrevistas e arte em espaços públicos. Apresentamos basicamente todos os tipos de arte. Existem instituições públicas, grandes e pequenas galerias privadas e públicas, mas também há um capítulo dedicado à arquitetura, arte em espaços públicos, arte urbana e arte no metrô."

O trio de historiadores mostra Praga em toda a sua diversidade e beleza. "Em Praga temos uma maravilhosa arte medieval, única até no contexto europeu. Ao mesmo tempo, temos pintores e jovens artistas fantásticos, por isso queríamos mostrar em toda forma de arte que pode ser encontrada em Praga." Ela explica que "Kurátor" reúne opiniões de diferentes pessoas envolvidas com o meio artístico, portanto não há um fator comum entre a escolha das obras e das exposições presentes no guia.

Devido à falta de espaço, Valérie afirma que teve que omitir muitos lugares interessantes. "Queríamos ter um livro que você pudesse carregar no bolso ou na bolsa, então tínhamos que ficar com a versão menor. Começamos com algo que deveria ser apenas um folheto, mas foi ficando cada vez maior. No início, queríamos ter um capítulo com ideias do que poderia ser feito em dias de chuva ou às segundas-feiras, quando as galerias estão fechadas em Praga. Mas resultou em tantas páginas que tivemos que deixar para outro livro." Informações: www.destinotchequia.com e www.visitczechrepublic.com.