A terra da rainha

Inglaterra

A terra da rainha

Londres está entre os destinos mais visitados do mundo. Atrações é o que não falta na capital inglesa, segundo a rio-pretense Jessyca Durão


Rio-pretense Jessyca Durão durante passeio pela região da London Eye, hoje um dos principais símbolos de Londres
Rio-pretense Jessyca Durão durante passeio pela região da London Eye, hoje um dos principais símbolos de Londres - Arquivo pessoal

O Brasil não é o único país a festejar o Carnaval nas ruas. Apesar de concentrar as mais tradicionais e populares festas do mundo no Rio de Janeiro, São Paulo e Recife, o Brasil tem alguns concorrentes no planeta. Em Londres, os foliões tomam as ruas para celebrar a festa cantando e dançando com suas fantasias e tradições. O carnaval do bairro de Notting Hill virou tradição inspirada no carnaval carioca e acontece no final de agosto, quando as temperaturas estão altas.

Até nesta segunda-feira, 31, os fãs do evento que é realizado anualmente nas ruas de West London terão que se contentar em ver a festa pela tela do celular ou computador. Por causa da pandemia do coronavírus, o evento, que dura dois dias, será realizado apenas online neste ano. A festa popular de Londres, que reúne milhares de pessoas todos os anos e atrai estrangeiros para a capital da Inglaterra e do Reino Unido, contará com transmissões de música e apresentações no site Notting Hill Carnival (nhcarnival.org).

Símbolo de tolerância inter-racial que remonta à década de 1960 e celebra a comunidade afro-caribenha, a festa é realizada nas ruas de Notting Hill há mais de 50 anos. Ao fazer a festa virtual, os organizadores querem manter vivo o espírito carnavalesco.

Muita diversão

A capital inglesa, além da festa que destaca o samba no pé, tem outros atrativos. Quem garante é a advogada de Rio Preto Jessyca Durão, de 27 anos, que mora na cidade há alguns anos. A mais importante cidade da Inglaterra e do Reino Unido é uma divertida mistura de tradição e modernidade com o famoso Big Ben, o maior cartão-postal local, e a London Eye, que é uma das rodas-gigantes de observação mais altas do mundo.

Dinâmica, a cidade conta com importantes museus maravilhosos como Tate Modern e National Gallery, com restaurantes movimentados, lojas de grifes, assim como abriga a Abadia de Westminster, que é uma igreja repleta de história, e o Palácio de Buckingham, que é a residência oficial da Família Real Britânica. "Eu sempre digo que todas as pessoas deveriam ter a oportunidade de passar por Londres pelo menos alguma vez na vida", afirma a rio-pretense.

Localizada no sudeste do país, Londres tem oito milhões de habitantes. "Eu cresci no interior e nunca curti muito a ideia da movimentação e correria de uma cidade grande. Londres mudou completamente minha opinião em alguns pontos. É impossível pisar em Londres e não se apaixonar por algo. É uma cidade capaz de agradar todas as pessoas. Se você quer um lugar mais movimentado, você encontra. Se você ama lugares mais tranquilos com natureza, Londres também tem. Se você é apaixonado por museus, histórias e teatros, você pode encontrar isso em toda esquina. Há também uma quantidades enorme de restaurantes e bares incríveis."

Roteiro

Jessyca Durão afirma que não dá para passar por Londres sem conhecer alguns pontos turísticos, como o famoso Big Ben e a London Eye. A lista inclui ainda passeios de ônibus pela cidade, uma parada em Camden Town, um dos bairros mais famosos de Londres, e uma visita a Covent Garden, uma área que é sinônimo de lazer. A troca da guarda também merece ser apreciada, assim como a Tower Bridge, outro símbolo de Londres. Nothing Hill, bairro que abriga a festa de Carnaval, os parques, as famosas ruas do centro e os mercados de rua também são atrações que merecem ser visitadas.

Mesmo com a grana curta, existem boas opções de passeios. "A internet está repleta de informações sobre lugares incríveis de Londres. Inclusive, você encontra muitas informações sobre valores de passeios e como funciona o transporte público, tudo bem detalhado e em português para ajudar quem não domina a língua inglesa", afirma.

Facilidades

Falando na língua, a rio-pretense conta que Londres é uma cidade bem preparada para o turista que não fala inglês. "Os estabelecimentos estão acostumados a receber pessoas de muitos países e que muitas vezes não conseguem se comunicar. Eu aconselharia você ter um domínio básico sobre a língua, apenas para tornar sua viagem mais tranquila, poder pedir ajuda se necessário, entender as regras dos lugares que você está visitando e aproveitar melhor cada detalhe que a cidade pode te oferecer. Mas, caso você chegue na cidade sem conseguir se comunicar, você encontrará muitas pessoas dispostas a te ajudar e te entender de outras maneiras."

Uma dica valiosa para turistas, segundo Jessyca, é usar sapato confortável. "Qualquer passeio que você faça pela cidade, é necessário uma boa caminhada, principalmente se você utilizar o transporte público para se locomover." Fãs das temperaturas baixas irão se apaixonar pela capital, porém quem prefere os dias mais quentes, também irá se divertir. "A cidade fica incrível durante o verão. Outono é uma das minhas estações preferidas. A cidade fica linda. Aprendemos na escola sobre as estações do ano (inverno, primavera, verão e outono) e Londres tem exatamente todas essas estações, assim como aprendemos nos livros."

Para a rio-pretense, andar por Londres, em resumo, é ter o privilégio de apreciar um prédio antigo, da época da guerra, com muita história, e do outro lado da rua se deparar com um dos prédios com a mais alta tecnologia. "Essa mistura é encantadora. Se você passar por Londres com certeza irá se encantar com algo", garante a advogada Jessyca Durão.