Dê uma chance ao coentro

Alimentação saudável

Dê uma chance ao coentro

Com aroma e sabor inconfundíveis, uns amam, outros odeiam, mas tempero traz benefícios à saúde


O coentro é uma erva muito usada em pratos da culinária do Nordeste
O coentro é uma erva muito usada em pratos da culinária do Nordeste - Pixabay/Banco de Imagens

Se tem uma planta que desperta uma verdadeira relação de amor e ódio é o coentro. É muito utilizada, principalmente, na forma de tempero, sempre presente na culinária indiana, árabe e até no Brasil pelas regiões Norte e Nordeste. Com seu aroma e sabor inconfundíveis, é uma planta que causa polêmica, já que há quem ame e quem odeie sua presença nos pratos.

Se você não gosta, existe até uma explicação científica para explicar o fato. Um dos componentes do coentro é uma substância química chamada E-(2)-decenal, que consta também na secreção de defesa de alguns insetos. E como os seres humanos tem um gene chamado OR6A2 - que permite sentir esse cheiro, é como se o coentro, para algumas pessoas, tivesse aroma e gosto de insetos.

Para os apreciadores, o coentro pode trazer benefícios para a saúde. "É rico em polifenóis, fitoquímicos e carotenoides; ajuda no controle do açúcar no sangue; tem efeito anti-hiperglicemia por estimular a secreção de insulina; reduz o colesterol e triglicérides; tem efeito diurético; funciona como um detox do organismo; auxilia na remoção do mercúrio ingerido por água contaminada; tem função bactericida contra a salmonela e ação antifúngica", explica o nutrólogo Alexandre Giffoni.

"Seu cheiro inconfundível caracteriza a culinária nordestina, compondo pratos de peixes e frutos do mar. Dá personalidade a moquecas, ensopados. É diurético, estimulante e auxilia em problemas estomacais, trabalha a ansiedade, o nervosismo, o apetite em excesso, a cólica e gases", diz a nutricionista Cinthya Bassi.

Tratamento caseiro

O coentro é utilizado também como erva medicinal: ajuda a prevenir algumas doenças e reduz os níveis de progesterona para melhorar a fertilidade. A planta é muito consumida em receitas de remédios caseiros para resfriados, febres, náuseas, vômitos, gastrites, dores reumáticas e nas juntas. Rico em vitaminas A, B1, B2, B3 e C, ainda conta com ácido fólico, que é um forte aliado do cérebro, faz bem ao coração, pele, unhas e cabelos, previne o câncer e melhora a imunidade. Suas folhas possuem uma concentração maior de vitaminas do que as sementes.

"O uso de ervas aromáticas e especiarias para acentuar os sabores e aromas pode ser uma boa estratégia. Podemos usar ervas aromáticas como salsa, cebolinha, coentro, manjericão, tomilho, alecrim, manjerona, alfavaca, orégano e especiarias como cúrcuma, gengibre, canela, mostarda, raiz forte, canela, cravo, pimentas, além de alho e cebola, que podem ajudar a acentuar o sabor dos alimentos, sem impactar negativamente em sua qualidade e ainda trazer funcionalidades, já que apresentam características anti-inflamatórias, antioxidantes e de reforço ao sistema imunológico", diz a nutróloga Marcella Garcez.

Divulgação

Ingredientes

  • 800g de peixe de carne firme em postas (badejo, cação ou robalo)
  • 1/2 colher (chá) de pimenta-do-reino
  • 2 colheres (sopa) de suco de limão
  • 1 dente de alho amassado
  • 2 sticks de tempero Maggi Meu Segredo
  • 1 pimentão verde em tiras
  • 1 pimentão amarelo em tiras
  • 2 tomates grandes em rodelas
  • 2 cebolas grandes em rodelas
  • 1/2 maço de coentro picado
  • 400g de camarões limpos
  • 1 banana-da-terra em rodelas
  • 1 vidro de leite de coco
  • 1 colher (sopa) de azeite de dendê (opcional)

Modo de preparo

Em um recipiente, tempere o peixe com a pimenta, o suco de limão, alho e os sticks de tempero. Reserve. Em outro recipiente, misture os pimentões, os tomates, as cebolas e o coentro. Em uma panela grande, de fundo grosso, coloque metade dos vegetais, formando uma camada, e disponha as postas de peixe. Cubra com o restante dos vegetais e leve para cozinhar em fogo médio, sem tampar, por cerca de 20 minutos. Junte os camarões, a banana-da-terra, o leite de coco e o dendê e deixe ferver rapidamente, por cerca de cinco minutos. Sirva a seguir.

(Por Nestlé)

 

Ingredientes

  • 250g de carne de siri
  • 1 sachê de tempero pronto para aves, peixes e arroz
  • 2 ovos
  • 2 colheres (sopa) de coentro picado
  • ½ xícara de farinha de rosca
  • 4 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 3 colheres (sopa) de margarina
  • 2 colheres (sopa) de amido de milho
  • 1 e ½ xícara de leite
  • 3 colheres (sopa) de molho de mostarda
  • ½ colher (chá) de sal
  • 1 colher (sopa) de margarina

Modo de preparo

Almôndegas

Preaqueça o forno em temperatura média (180°C). Em uma tigela, misture o siri, o sachê de tempero, os ovos e o coentro. Acrescente as farinhas de rosca e de trigo e a margarina. Misture até a massa ficar homogênea. Divida a massa em 20 porções e modele bolinhas. Reserve. Coloque as bolinhas em uma assadeira retangular média (33 x 23 cm) e leve ao forno por 20 minutos ou até dourar. Coloque-as em uma travessa e reserve.

Molho

Em uma panela, dissolva o amido de milho no leite e leve
ao fogo médio, mexendo sempre, até engrossar. Acrescente o molho de mostarda e o sal. Misture delicadamente. Adicione a margarina e misture rapidamente até ficar homogêneo.
Sirva sobre as almôndegas.

(Por chef Leonardo Carvalho, para Unilever)