Comidas servidas em potes conquistam adeptos em Rio Preto

SIRVA-SE

Comidas servidas em potes conquistam adeptos em Rio Preto

Bolos, tortas e kibes, receitas mais amadas e idolatradas pelo brasileiro, deixou de serem só servidas em pratos comuns. Empresas locais aderiram à moda de venderem as iguarias em vasilhas


Copo de churros do Bendito Cacau segue a receita tradicional com doce de leite
Copo de churros do Bendito Cacau segue a receita tradicional com doce de leite - Divulgação

As comidas servidas em potes estão cada vez mais presentes no cardápio de opções de Rio Preto. Depois das saladas, bolos e refeições típicas brasileiras, chegou a vez de outros pratos, como kibe e doces diversos servidos em pequenas vasilhas. O resultado são quitutes cheios de sabor para serem consumidos com muita praticidade durante a correria do dia a dia. O pote, além de ajudar a controlar a porção, conserva a comida por mais tempo e ainda não pega cheiro se colocar na geladeira. Confira abaixo algumas empresas de Rio Preto.

Kibe

Uma das novidades é o Kibe Merci, prato em formato de torre feito em oito camadas de kibe cru, kafta, tabule, coalhada e cebola crispy. O quitute é feito por Tatiana Nunes, do Tatikibes (Instagram @tatikibes) e foi inspirada em uma receita de kibe montado do chef Stephan Kawijian, do restaurante árabe Saint Marie, em São Paulo. "Ele usa muito a palavra 'Mercizão' para agradecer os clientes no restaurante, então resolvi homenageá-lo com o Kibe Merci."

Além do Kibe Merci, Tatiana ainda aposta na venda em outras delícias. "Vendo kibes crus congelados recheados de muçarela e catupiry tanto para assar quanto fritar. O grande diferencial é a receita que deixa o kibe extremamente úmido e saboroso. Quem experimentou se surpreendeu muito. Fazemos também coalhada e novos produtos estão sendo desenvolvidos já que a procura tem sido excelente", afirma Tatiana, que é proprietária do Quintal Food Park, que está fechado por causa da pandemia. Os pedidos são feitos pelo WhatsApp: (17) 99663-7075.

Churros e banoffe

Já Márcia Freitas, do Bendito Cacau (@benditocacau.doces), tem apostado em doces no pote, com destaque para os churros, que são muito populares na França, Portugal, Tailândia e nos países latino americanos. "O copo de churros foi um lançamento de sucesso, mas também temos o Suspiro de Amor (merengue de morango), limão cremoso e pote de brownie." O leque de opções conta ainda com um banoffe, versão da sobremesa inglesa com banana criada nos anos 1970.

Márcia, que abriu sua empresa em 2017, afirma que os quitutes servidos no pote são uma sensação que vieram para ficar e ajuda as vidas dos clientes apaixonados por doces. "Servir no pote vem da ideia de proporcionar para os clientes experiências incríveis em porções menores. Para que esperar uma festa para comer um bolo recheado? Ou até mesmo comprar uma sobremesa tamanho família como a banoffe", reflete a empresária, que atende por delivery. "Hoje, além da comodidade de receber em casa ou no trabalho, também é uma questão de segurança por conta da pandemia. Cerca de 80% dos nossos pedidos são delivery." Informações: (17) 99102-6365.

Bombons e bolo salgado

Já na Delícias da Vovó (@deliicias_da_vovo_sjrp), empresa que surgiu em março deste ano, é possível comer bombons no pote. A empresa, que é comandada por Patrícia Saad de Oliveira Santos, começou com a avó preparando os quitutes e ela vendendo, como forma de levantar uma renda. A empresária, que tem uma esmalteria teve que manter o local fechado por causa da pandemia. "Com isso tive que começar a inovar porque as contas não param de chegar.

O cardápio conta ainda com bolos doces, merengue e uma novidade: bolo salgado no pote. Patrícia conta que achou bacana a ideia de servir nos potes porque é uma forma legal de proporcionar ao cliente um doce em tamanho individual. "Assim os clientes podem experimentar variedades. Sem contar que a aparência é tudo também. Você capricha na aparência e ainda tem a possibilidade do cliente presentear alguém." O atendimento também é por delivery pelo (17) 99713-3606.

Torta holandesa e brigadeiro belga

Brownie, bolo, mousse, torta holandesa, brigadeiro belga de colher são os quitutes servidos pela Doce Cozinha (@docecozinha.rp), comandada por Andréa Cabral e Aléxia Cabral. A empresa, que teve início em 2015, atendendo pedidos de amigos, ganhou uma reformulação em 2020. "Com todos os acontecimentos, fomos nos reinventando e partimos para doces mais gourmet e presenteáveis. Hoje, a empresa atende Rio Preto e Região", afirma Aléxia.

Ela, que é sobrinha da Andréa, afirma que a ideia dos potes é incrível, principalmente agora com a pandemia da Covid-19. "Pois é muito mais higiênico por serem bem lacrados e o interessante que é uma porção é individual e cada um consome o seu, sem riscos de expor nada ou compartilhar neste momento que estamos passando. Sem contar que são deliciosos e super presenteáveis, muitos clientes enviam de presente, e até mesmo trocaram o bolo convencional de aniversário pelos bolos no pote." Informações e delivery: (17) 99612-2889.

Coalhada e brigadeiro

A quinta opção é a empresa Cozinha da Na (@cozinhadana_), que surgiu em maio de 2020, em meio à pandemia, e vende coalhada seca com especiarias e sem lactose, assim como brigadeirão de leite ninho com bolacha Óreo. "Me vi desempregada e como sempre gostei de cozinhar, apostei nesse meu dom", afirma Naiara Volpi. Ela conta que escolhe servir no pote pela praticidade. "É uma forma mais versátil para fazer e vender. Como não tenho loja física, é mais fácil para entregar, quando o cliente buscar." Para encomendar a coalhada é preciso ligar no (17) 99153-9693.