O remédio que vem da horta

Alimentação saudável

O remédio que vem da horta

Você pode criar um espaço e plantar suas próprias ervas medicinais


Você pode usar vasos e cultivar suas próprias ervas medicinais
Você pode usar vasos e cultivar suas próprias ervas medicinais - Pexels/Banco de imagens

A horta medicinal é benéfica para sua saúde e bem-estar. Ter esse espaço em casa é algo muito prazeroso e pode até ser terapêutico, pois as plantas fazem com que o ambiente adquira uma beleza natural, tornando-o mais leve e aconchegante. Além de contribuir com a decoração, o jardim pode conter plantas que são benéficas para a saúde física e emocional, o que promove melhorias no bem-estar.

Segundo Daniel Alan Costa, professor de fitoterapia da escola de educação permanente do Hospital das Clínicas das Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), as plantas filtram os poluentes presentes no ar, além de remover gases que são tóxicos para a saúde. "Há muitas espécies que são indicadas como um tratamento integrativo para aumentar a imunidade e tratar problemas de saúde como dores de cabeça, estresse, doenças no sistema digestivo e nas vias respiratórias", explica o naturopata.

"É possível plantar os seus alimentos preferidos em qualquer lugar, independente do espaço. É uma maneira eficaz de garantir a origem dos itens e também, um momento de terapia", o médico infectologista Artur Timerman.

É possível ter sua pequena horta seja em jardins ou em áreas de serviço e varandas de um apartamento. Só é preciso ter um vaso e dedicação. "O mais importante na hora de começar a montá-la é escolher o local em que será feito o cultivo", diz explica a engenheira agrônoma Carol Chab.

Falta de espaço?

A falta de terra ou de espaço não é desculpa. Mesmo que você more em um apartamento, as ervas podem ser cultivadas em qualquer cantinho, em vasos, e até mesmo de forma vertical. Ter uma horta caseira traz outros benefícios para a saúde: o processo serve como terapia para quem sofre de estresse ou depressão causados pela vida agitada. "Produzir ervas que podem ser usadas como substituto para o sal na culinária pode ajudar a reduzir o risco de doenças e melhor qualidade de vida", diz o biólogo Alexandre Moreira, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Alecrim: A essência ajuda a estimular o cérebro e a melhorar a memória. Quando adicionado em receitas como pão ou em chás, por exemplo, auxilia no tratamento de dores reumáticas e contusões, no combate a problemas respiratórios, além de equilibrar a pressão arterial e reduzir o estresse;

Lavanda: Possui benefícios calmantes, auxiliando no combate ao estresse, ansiedade e insônia. Tem propriedades anti-inflamatórias e ajuda a melhorar peles com acne ou desidratadas, além de revigorar as células. Pode ser usada como óleo ou como chá feito com os botões;

Hortelã : Muito utilizada para tratar problemas da garganta, a ingestão da hortelã pode ser feita tanto em forma de chá quanto ser adicionada em canja, sopas e outros pratos refogados;

Manjericão: Além de ser rico em vitaminas, tem propriedades antibacterianas, antioxidantes, antiespasmódicas e digestivas e pode ser usado em saladas, massas, sopas e outras receitas. Também fica ótimo para aromatizar o azeite, por exemplo;

Melissa: Acrescenta um agradável sabor de limão aos pratos de saladas, peixes e frango. Mas é nas sobremesas, especialmente nas de frutas, em sucos e no preparo de chás, que encontra sua maior vocação. Muito usada na terapia aromática, é recomendada nos tratamentos antidepressivos. Seu chá é igualmente usado no combate a resfriados, febres, dores de cabeça e bronquites crônicas. É considerado um analgésico eficaz.

Tomilho: Tem propriedades que ajudam o sistema respiratório, combatendo tosse e bronquite, além de melhorar infecções na boca e ouvido. Pode ser usado como chá, tempero ou com seu óleo essencial;

Pixabay/Banco de Imagens

Ingredientes

  • 1 colher (sopa) de flores secas de lavanda ou 2 raminhos de flores frescas
  • 1 litro de água quente
  • 4 colheres (sopa) de açúcar ou mel
  • Suco de 2 a 3 limões

Modo de preparo

Prepare um chá com a água quente e as flores de lavanda e adoce com açúcar ou mel. Deixe esfriar. Adicione o suco dos limões e leve para gelar. Sirva decorado com ramos de lavanda.

(Por Aromaflora)