POTÁSSIO


O potássio oxida-se rapidamente em contato com a atmosfera e é reativo na água, e por esse motivo nunca é encontrado em forma livre. A quantidade de potássio no organismo humano é de 0,25% do peso corporal.

Um indivíduo com 70 kg tem 175 g de potássio. O potássio é absorvido pelo intestino, de onde é distribuído pelos tecidos, na proporção de 90% intracelular, 7% no tecido ósseo, 1% no líquido intersticial e linfa, 0,5% para o plasma sanguíneo e 0,5% no tecido conjuntivo e cartilagem. A sua eliminação é em torno de 90% pela urina e 10% pelas fezes. O potássio é o eletrólito catiônico de fundamental impor- tância para o equilíbrio osmótico entre o meio intra e extracelular e para o controle das membranas celulares, principalmente na despolarização dos neurônios e contração muscular.

O potássio é o cátion com maior concentração no interior das células, enquanto o sódio é o mais abundante do fluido extracelular. A diferença entre o sódio e o potássio nas membranas celulares cria o potencial de membrana ou bomba de sódio-potássio. Estima-se que a energia consumida para o trabalho das bombas de sódio-potássio, do organismo, é responsável por 20 a 40% do gasto energético basal de um adulto, por garantir a transmissão dos impulsos nervosos, a contração muscular e o rítmo cardíaco. O potássio atua na regulação do equilíbrio ácido-básico das hemácias.

A carência de potássio pode ocorrer em situações de vômitos, diarréia, etilismo, uso de diuréticos e laxantes, por distúrbios alimentar e do metabolismo e doenças renais. A insuficiência alimentar de potássio pode contribuir para o aumento wa hipertensão arterial, da osteoporose, de cálculos renais e do acidente vascular cerebral.

Os sinais e sintomas da hipopotassemia desencadeiam arritmias cardíacas, fraqueza muscular, fadiga, sede, pele seca, edema, cãibras, paralisia e constipação intestinal, distensão abdominal e cólicas.

As fontes mais ricas de potássio são encontradas nos vegetais, com destaque para as frutas e verduras, tais como: abacate, beterraba, ameixa, abóbora, amêndoa, banana, batata, cereais integrais, laranja, espinafre, melão, repolho, feijão, uva, tomate, água de coco e semente de girassol.