SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 19 DE MAIO DE 2022
Diario Tec

Brasil registra 3,4 bilhões de tentativas de ciberataques

Relatório mostra que tentativas de ataques cibernéticos foram registradas entre janeiro e setembro deste ano no Brasil

Luna Kfouri
Publicado em 04/11/2020 às 22:42Atualizado em 06/06/2021 às 17:36
Relatório mostra que tentativas de ataques cibernéticos foram registradas entre janeiro e setembro deste ano no Brasil (Pixabay/Banco de imagens)

Relatório mostra que tentativas de ataques cibernéticos foram registradas entre janeiro e setembro deste ano no Brasil (Pixabay/Banco de imagens)

Levantamento divulgado pela Fortinet, empresa multinacional de segurança cibernética, mostra que o Brasil sofreu mais de 3,4 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos entre janeiro e setembro deste ano.

O relatório do terceiro trimestre mostra que cibercriminosos utilizam do DoublePulsar, considerado um vetor de ataque para outros malwares, como o ransonware, em que hackers invadem o sistema, principalmente das empresas, e pedem dinheiro em troca do resgate das informações. No total, 20 bilhões de tentativas de ataques foram registradas em toda a América Latina e no Caribe.

No site da empresa, especialistas ressaltam que as crescentes tentativas de ciberataques acontecem devido a queda no tráfego da web corporativa, que geralmente era inspecionado e desinfetado, e ao aumento do tráfego da web de casa, devido à transição para uma estratégia de trabalho remoto.

"O DoublePulsar é perigoso porque é um vetor de ataque para outros malwares, como o ransonware, que tem estado em muita evidência ao atingir especialmente empresas do setor de telecomunicações, serviços financeiros, educação e governo", explica Alexandre Bonatti, diretor de Engenharia da Fortinet Brasil.

Ele ressalta que o ransomware é considerado um dos mais graves por conta da rapidez com que pode afetar a infraestrutura e pelo custo que causa às empresas, que muitas vezes têm suas operações interrompidas por dias. "Também temos que estar cientes que o ransomware chega geralmente na forma de phishing, ou seja, por meio de engenharia social. Nesse caso, a conscientização em segurança cibernética é crítica para evitar que as pessoas abram anexos e links maliciosos."

Os dados indicam ainda que segue em alta, desde o trimestre passado, o número de ataques de "força bruta", que são as tentativas repetidas e sistemáticas de adivinhar uma credencial enviando diferentes nomes de usuário e senhas para acessar um sistema. De cada 10 das principais ameaças de exploração identificadas no último trimestre, seis foram desse tipo.

"É por isso que é fundamental manter a higiene digital dos dispositivos instalando as atualizações de segurança fornecidas pelos fabricantes", recomenda.

Os dados fazem parte da ferramenta que coleta e analisa incidentes de segurança cibernética em todo o mundo, a plataforma Fortinet Threat Intelligence Insider Latin America.

Trending

Mais barato

Após a publicação do decreto de redução de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de videogames no Diário Oficial da União, o PlayStation 5 teve uma queda de R$ 300 em seu preço final. A novidade animou os amantes de videogames, que estavam torcendo por uma queda no valor do console. O PlayStation 5 foi anunciado no Brasil com o valor de R$ 4.499 e com a redução passa a custar R$ 4.199. A versão com Blu-ray Ultra HD também teve o preço reduzido, de R$ 4.999 para R$ 4.699. O console deve chegar ao Brasil em 19 de novembro.

Liberado

O WhatsApp liberou a função "gerenciar armazenamento" para Android e iPhone (iOS). A nova função promete ajudar a excluir arquivos desnecessários ou repetidos, sejam eles em fotos, vídeos, áudios ou documentos compartilhados, para que mais espaço seja liberado no celular. Na função é possível ordenar os arquivos dos mais recentes para os mais antigos, além dos mais pesados para os mais leves, facilitando para o usuário classificar quais arquivos quer manter.

Nova plataforma

Nesta semana, o serviço de streaming da Disney, o Disney , finalmente teve seu preço revelado. A plataforma que vai ser liberada no Brasil a partir de 17 de novembro vai custar, mensalmente, R$ 27,90, e também já foi possível conseguir sua assinatura na pré-venda, com opções de descontos. Para aqueles que adquirirem o serviço de streaming até a data de lançamento, a mensalidade de antes R$ 27,90, cai para R$ 19,82, contando um desconto de 15,5% no valor anual. O serviço também oferece um período de teste de sete dias grátis logo após seu lançamento,contudo, sem adesão do valor promocional de R$19,82.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por