5 dicas para quem quer trabalhar com tecnologia

DIÁRIO TEC

5 dicas para quem quer trabalhar com tecnologia

Consultor detalhe os desafios dos profissionais para atuar no mercado tecnológico ainda neste ano, em tempos de pandemia


Dicas trazem informações importantes para quem quer trabalhar com tecnologia ainda neste ano, mesmo durante a pandemia
Dicas trazem informações importantes para quem quer trabalhar com tecnologia ainda neste ano, mesmo durante a pandemia - Pixabay/Banco de imagens

Pesquisa divulgada pela Catho, site de classificados de empregos, revela que 40% dos profissionais afirmam que o principal desafio do home office está em manter a conexão com as pessoas. Com a pandemia, o trabalho remoto cresceu entre as empresas e se de um lado trouxe uma solução, do outro também vieram os desafios. Essa é a principal habilidade de quem quer trabalhar com tecnologia ainda neste ano.

O CEO do Grupo FCamara (empresa consultoria de TI em soluções digitais), Fabio Camara, explicou em cinco dicas os principais requisitos para quem quer trabalhar com tecnologia ainda em 2020. A primeira dica que ele destaca é a notoriedade das soft skills, competências de aptidão e personalidade, que não são exatamente adquiridas pelo currículo, e sim pelo perfil. "O currículo a gente adapta, aprende, mas a personalidade não. É necessário que o candidato saiba se relacionar com times e entenda que pessoas são mais importantes que processos", explica.

A segunda dica ele ressalta a importância do profissional saber trabalhar em diversos cenários. Fabio afirma que com a entrada do home office, novos hábitos check up, sistemas de gestão e até contratação foram criados e é essencial que o profissional acompanhe essas mudanças. Em terceiro, ele destaca a importância dos líderes. Segundo o CEO do Grupo, eles precisam ser acessíveis. Para exemplificar, ele cita a situação em seu trabalho. Todos têm acesso ao WhatsApp do fundador, marcam sessões de coaching com ele e podem encontrá-lo trabalhando ao seu lado, já que Fabio não tem sala nem mesa fixa. "Se as pessoas não têm acesso a quem lidera a visão da empresa, como irão pensar e conduzir projetos? Ser líder é ser acessível."

O estilo de vida também está dentro dessas cinco dicas. Ter o comportamento adequado faz a diferença. E, por fim, Fabio titula a última dica como "pessoas e cultura x cultura e pessoas". Segundo ele, a tecnologia não é o grande fator que impulsiona a transformação, a inovação e as mudanças estratégicas na empresa, diz o executivo. Quem impulsiona a mudança é a cultura e os profissionais inseridos nela. "A cultura deve favorecer pessoas que têm vontade de aprender e curiosidade fora do seu campo de atuação", finaliza.

 

Reprodução/Facebook

Messenger mais seguro

O Facebook anunciou na quarta-feira, 22, recurso para o usuário ter mais segurança pelo aplicativo Messenger, o 'Bloqueio do Aplicativo'. O usuário usa as configurações de privacidade do dispositivo, como impressão digital ou autenticação facial, para desbloquear o Messenger. Segundo a empresa, o recurso já está disponível para iPhone e iPad, e chegará para Android nos próximos dias.

'Figurinhas de filmes'

Neste mês, o WhatsApp ganhou figurinhas animadas - e bastaram poucos dias para a internet "quebrar" a função no meio. Nos últimos dias, começaram a rodar pela plataforma stickers que reproduzem, na íntegra, filmes como Shrek, Barbie, Ratatouille, Procurando Nemo e Bee Movie. As figurinhas são uma espécie de gif, que reproduzem as cenas dos filmes de forma acelerada.

Google no Brasil

Para qualquer brasileiro que use a internet no dia a dia, é difícil escapar do mundo do Google. E é nesse cenário de "onipresença" que a empresa, quarta maior companhia de tecnologia em valor de mercado no mundo, completa 15 anos em território brasileiro. Hoje, o País é um dos cinco principais mercados para os nove produtos da empresa que têm mais de 1 bilhão de usuários no planeta: busca, Android, o navegador Google Chrome, o YouTube, a loja de aplicativos PlayStore, o app Google Fotos. (Com Agência Estado)